PUBLICIDADE
Topo

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Piquet não derrapou, ele é isso mesmo

só para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

28/06/2022 11h30Atualizada em 28/06/2022 21h08

Um clichê jornalístico consiste em associar qualidades de um esportista a feitos fora do esporte.

Popó nocauteou a covid.

Marcelo Negrão bloqueou a covid.

Hortência fez uma cesta contra a covid.

Bobagens, meu bem, bobagens.

Seria fácil dizer que Nelson Piquet deu uma derrapada ao se referir a Lewis Hamilton como "neguinho".

Seria fácil, condescendente, mentiroso e cúmplice.

Não foi derrapada, não foi descuido. Foi uma atitude racista.

Atitudes racistas devem ser denunciadas, condenadas e enfrentadas, independentemente de o autor ser tricampeão de F-1, taxista ou piloto de carrinho de rolemã.

Piquet já foi saudado por praticar um pretenso humor ácido ou por um charmoso comportamento politicamente incorreto, mas o tempo passou e o que se vê é um ser humano com comportamento inadequado para a sociedade com que sonhamos atualmente.

Muitos que o criticam agora acharam bacana ele fazer piadas homofóbicas contra outros pilotos.

Muitos evoluíram, não fariam nada igual, passados tantos anos.

Piquet não.

Ele continua sendo hoje o que era antes.

Mudou apenas o carro que dirige.