PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Calleri vai ultrapassar Kaká e mais 27 até o final do ano

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

29/05/2022 04h00Atualizada em 29/05/2022 09h37

Calleri fez oito jogos no Brasileiro. Fez oito gols. Marcou em seis das oito vezes que entrou em campo. Na estreia, contra o Furacão, mostrou seu cartão de visitas, com três anotações.

Os números impressionam. Na temporada, fez 16 gols em 27 jogos. No total, tem 37 gols em 74 jogos pelo São Paulo.

Até o final do ano, o São Paulo tem ainda 30 jogos pelo Brasileirão e, no mínimo, mais dois pela Copa do Brasil e mais dois pela Copa Sul-americana.

Se, até o final da temporada, Calleri mantiver o ritmo e fizer mais 15 gols, ele chegará a 52 e entrará no grupo dos 40 maiores artilheiros da história do clube.

Ficará à frente de Kaká, que tem 51 gols, juntamente com Marcelinho Paraíba.

Até chegar a Kaká e Paraíba, Calleri vai superar outros 27 jogadores que fizeram história no clube.

Aqui, vão alguns.

O grupo dos 50 maiores artilheiros é fechado por Pita, Maestro dos Menudos de Cilinho, com 47 gols. Ele tem a companhia de Alexandre Pato.

Zé Sérgio, ponta-esquerda do final dos anos 70, tem 48 gols. Mirandinha, que fraturou a perna em 73 e que chegou à Copa no ano seguinte, marcou 50 vezes.

Os primeiros jogadores conhecidos a serem superados por Calleri são:

Dario Pereyra, Danilo, Aristizabal e Paulo Cesar Capeta, com 37 gols.

Cafu, 38 gols.

Paraná, 39 gols

Diego Tardelli, 39 gols

Reinaldo, atacante que jogou com França, 40 gols.

Grafite, campeão do mundo em 2005, 40 gols.

Washington, 45 gols.

Os cinco maiores artilheiros do São Paulo são:

Serginho - 242 gols

Gino Orlando - 233 gols.

Luis Fabiano - 212 gols.

Teixeirinha - 188 gols

França - 182 gols.

O clube tem 19 jogadores com 100 gols ou mais. A lista é fechada por Renato, com 100 gols e que tinha o injusto apelido de Pé Murcho.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi publicado, o maior artilheiro do São Paulo é Serginho Chulapa, e não Gino Orlando. O erro foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL