PUBLICIDADE
Topo

Menon

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

São Paulo não ficará com Galeano e com Rodrigo

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

30/11/2021 16h41

O São Paulo continua sua reformulação para 2022. O primeiro a sair foi Rojas. Os próximos serão Galeano e o zagueiro Rodrigo Freitas.

Para ficar com Galeano, o São Paulo teria de pagar uma quantia entre 600 mil e 1 milhão de dólares. Como o dinheiro é pouco e o futebol apresentado foi apenas esforçado, o ciclo, que começou na base, está terminado. Galeano não foi, no time de cima, sombra do artilheiro sub-20.

Rodrigo também foi formado na base. Estava no Portimonense, em Portugal, e voltou para reforçar o elenco. Nunca consegui passar de quinta opção.

Houve negociação para prorrogação de vínculo, mas sem acordo.

As vagas serão preenchidas primordialmente com jogadores da base.

Vitinho é o substituto natural de Galeano, mas é bom lembrar que Rojas também saiu. Pode vir alguém.

Para o lugar de Rodrigo, há três opções na base, todos canhotos: Beraldo, Luizão e Thiago, que saiu por indisciplina e foi reintegrado. Mesmo com todas opções, o São Paulo vai buscar um zagueiro. Marcelo Benevenuto foi procurado.

Eder também deve sair. Ele considera que tem poucas chances de atuar e pretende jogar em outro clube.

A torcida sabe que falta dinheiro ao clube e que os reforços serão jovens e baratos.