PUBLICIDADE
Topo

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: Santos é um desastre e depende da Chape para escapar do Z-4

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

23/10/2021 18h55Atualizada em 23/10/2021 19h01

No dia do aniversário de Pelé, a Vila Belmiro onde sua arte se fez tão presente, viu um Santos horrível perder para o América-MG.

O resultado deixa o Santos com 29 pontos. O Bahia tem 28 e, se vencer a Chape, deixa o Santos em 17°. Se empatar, também, porque tem mais vitorias. O Sport tem 27 e o Grêmio, com 26, tem dois jogos a menos.

O mais preocupante é que o Santos não mostra capacidade de reação. Foi o oitavo jogo sob comando de Carille e apenas três gols marcados.

E não foi muito diferente com Diniz, Holan e Marcelo Fernandes, os antecessores. Tanto que o time quase caiu no Paulista.

O América foi melhor desde o início do jogo. Pressionou a saída de bola e dava poucos espaços.

E o jogo se resolveu em poucos minutos. No último lance do primeiro tempo, Jean Motta foi expulso ao fazer um pênalti que Ademir converteu.

No início do segundo tempo, o bom volante Alê fez o segundo gol. O Santos pouco fez para merecer o primeiro gol.

Está difícil para o Santos. Bem difícil.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL