PUBLICIDADE
Topo

Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: Galo classificado e Flamengo encaminhado

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

21/10/2021 00h01

O Galo está com uma mão (desculpe o cacófato), quatro dedos e uma falange na final da Copa do Brasil.

Se o Fortaleza reverter a derrota de 4 x 0 será caso para contratar Steven Spielberg para rodar um filme. E com Pedro Cardoso no papel de Juan Pablo Vojvoda.

O Galo buscou a vitória desde o início e ela foi pavimentada com um lindo gol de Guilherme Arana. Parecido com outro que ele fez pela seleção olímpica.

Uma estilingada de fora da área.

Ainda no primeiro tempo, Réver e Hulk decretaram a vitória. Zaracho, no segundo tempo, a transformou em goleada.

O adversário do Galo provavelmente será o Flamengo, que empatou por dois gols com o Furacão, em Curitiba.

Em casa, provavelmente com Arrascaeta e Bruno Henrique, o Flamengo é favorito.

O que não apaga uma preocupação. Os dois gols sofridos foram de cabeça, frutos da qualidade de Pedro Henrique e Renato Kayser, mas também do mau posicionamento da defesa.

O empate chegou nos acréscimos, com Pedro marcando, de pênalti. Um pênalti feito pelo atabalhoado zagueiro Lucas Fasson em Rodrigo Caio.

Sim, o jogo só termina quando acaba, mas se eu tivesse uns dez reais sobrando, apostaria que a final terá Galo e Flamengo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL