PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: Cuca e Pássaro deveriam levar Calazans para o Galo ou Vasco

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

06/10/2021 14h44Atualizada em 06/10/2021 14h44

Qual o poder e a influência que um treinador deve ter na montagem de um elenco? Total? Diretoria deve ponderar?

Vejamos o caso Calazans.

Cuca queria porque queria. Bateu o pé. O jogador foi contratado. Cuca o escalou por 45 minutos. Depois o treinador pediu demissão. Disse que não estava conseguindo fazer o time jogar segundo os seus princípios.

Nem o time e nem Calazans.

Cuca foi para o Santos. E depois, para o Galo. Em nenhum momento pediu Calazans. Pediu Tchê Tchê.

E Pássaro, que atendeu o pedido de Cuca? Leve Calazans para o Vasco.

E Calazans, que nunca foi uma solução técnica, passa a ser um problema jurídico. O clube rescindiu o contrato, alegando abandono. Calazans diz que precisa fazer uma nova cirurgia.

Se conseguir comprovar, o São Paulo estará, como diz a amada Tia Glorinha, em palpos de aranha. O clube é responsável pela saúde de seus contratados.

Um clube do tamanho e da grandeza do São Paulo não pode se enrolar por causa de Daniel Alves, uma contratação megalomaníaca. E muito menos por Calazans, estranho pedido de Cuca.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon