PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marta é Marta. Não precisa de comparações esdrúxulas

Conteúdo exclusivo para assinantes
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

22/07/2021 11h49

A jornalista Vera Magalhães disse que Marta é mais que Neymar. Afinal, foi eleita a melhor do mundo seis vezes, um prêmio que Neymar não tem.

Vera Magalhães é aquela que se recusa a entrevistar Lula no Roda Viva porque não o considera um player importante na política brasileira. Não sei se mantém a tese, mas mantém a proibição, mesmo agora, com Lula livre e líder nas pesquisas.

Comparações entre Marta e Neymar ou Marta e Lewandowski não ajudam em nada o futebol feminino. Marta deve ser comparada a Rapinoe, Mia Ham e outras e então se verá claramente que Marta é incomparável.

E que merece um título mundial ou olímpico para coroar sua carreira.

Deixem Neymar de lado. Em 2016, fizeram essa comparação e Neymar terminou com o ouro e Marta sem o bronze.

O estágio entre futebol feminino e masculino é muito diferente, até por razões históricas: mulheres foram proibidas de jogar por muito tempo.

As coisas mudam em ritmo lento, infelizmente, mas já temos campeonatos regulares no Brasil, o de atletas podem exercer seu dom, onde trabalhadoras podem exercer sua profissão.

Comparações apressadas expressadas a cada dois anos não ajudam em nada.

Não basta exaltar Marta como o que ela realmente é: a maior jogadora de todos os tempos? Marta pode ser comparada a Pelé, não a Neymar.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon