PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Renato cai e há um grande técnico no mercado. Show de amadorismo do Grêmio

Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

15/04/2021 16h17Atualizada em 15/04/2021 20h58

O Grêmio renovou o contrato de Renato em março. O Grêmio demitiu Renato em abril. Se o Brasil não é para amadores, o futebol brasileiro não é para profissionais.

Renato vai para a praia e o Grêmio vai em busca de um novo treinador.

E a renovação há apenas um mês ifoi feita com trilha sonora especial: Fim de caso, com Dolores Duran.

"Eu desconfio
Que o nosso caso está na hora de acabar
Há um adeus em cada gesto em cada olhar
Mas nós não temos é coragem de falar

Nós já tivemos
A nossa fase de carinho apaixonado
De fazer versos
De viver sempre abraçados
Naquela base do só vou se você for

Mas de repente
Fomos ficando cada dia mais sozinhos
Embora juntos cada qual tem seu caminho
E já não temos nem vontade de brigar

Tenho pensado
E Deus permita que eu esteja errada
Mas, eu estou
Ah! Eu estou desconfiada
Que o nosso caso está na hora de acabar".

Mesmo assim, o contrato foi renovado. Renato vai e a estátua fica.

Ele fez um bom trabalho nesses mais de quatro anos. Ganhou Libertadores, Recopa e Copa do Brasil. Revelou jogadores como Arthur, Matheus Henrique, Cebolinha, Pepê, Jean Pyerre e outros.

Errou também.

O maior erro, a meu ver, foi o desprezo só Brasileiro, tratado sempre como uma escada para as Copas. Ao abandoná-lo, Renato diminuía a história do Grêmio.

Outro erro foi se enredar na construção de um personagem marrento e mau caráter, sempre pronto a humilhar rivais e a culpar o adversário pelas derrotas do Grêmio.

No balanço das horas, há um grande treinador no mercado.

Errata: o texto foi atualizado
O acordo firmado entre Grêmio e Renato Portaluppi não implica no pagamento dos salários do técnico até o final deste ano. O contrato foi rescindido, sem que o clube tenha de arcar com os valores previamente combinados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Menon