PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Menon


Menon

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Força para Luan, que entra na linha de tiro da Mancha

Luan, zagueiro do Palmeiras, em treino na Academia de Futebol - Cesar Greco/Palmeiras
Luan, zagueiro do Palmeiras, em treino na Academia de Futebol Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Menon

Meu nome é Luis Augusto Símon e ganhei o apelido de Menon, ainda no antigo ginásio, em Aguaí. Sou engenheiro que nunca buscou o diploma e jornalista tardio. Também sou a prova viva que futebol não se aprende na escola, pois joguei diariamente, dos cinco aos 15 anos e nunca fui o penúltimo a ser escolhido no par ou ímpar. Aqui, no UOL, vou dar seguimento a uma carreira que se iniciou em 1988. com passagens pelo Trivela, Agora, Jornal da Tarde entre outros.

12/04/2021 16h08Atualizada em 12/04/2021 16h10

A Mancha Verde pediu a saída de Luan. Apontou erros na Supercopa, no Mundial, na Libertadores e Copa do Brasil.

Ainda bem, para Luan, que não há público nós estádios. Sua vida se transformaria em um inferno. Ele precisaria ter, por exemplo, a força mental de Richarlyson, alvo de ódio da Independente.

De ódio, esses agrupamentos entendem.

Ao exigirem a saída de Luan, colocam Abel em uma situação ruim. Mesmo se ele estivesse pensando em colocar Luan na reserva, se o fizer ficará com a pecha de haver obedecido aos torcedores de si mesmos.

O que seria uma troca natural - realmente ele está jogando mal - ganha agora contornos políticos.

Obedeço a Mancha e tiro Luan? Desobedeço e mantenho?

Força ao Luan. Não é fácil enfrentar a turma que vai além de seu direito de torcer.

Menon