PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Flamengo ou Inter: pela primeira vez CBF levará troféus a dois estádios

Diego, do Flamengo, em lance com Edenílson, do Inter, em partida decisiva do Brasileiro no Maracanã. Fla venceu por 2 a 1 - Thiago Ribeiro/AGIF
Diego, do Flamengo, em lance com Edenílson, do Inter, em partida decisiva do Brasileiro no Maracanã. Fla venceu por 2 a 1 Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

22/02/2021 11h45

Pela primeira vez a CBF deixará pronta a operação da cerimônia de premiação do Brasileirão em diferentes estádios. O campeão da edição 2020 só será conhecido na última rodada, nesta quinta-feira (25), algo que não ocorria desde 2011.

As taças e medalhas estarão no Morumbi, estádio no qual o Flamengo visita o São Paulo, e no Beira-Rio, local da partida entre Inter e Corinthians. Aos cariocas basta vencer que serão campeões, já os gaúchos precisam ganhar e torcer ao menos pelo empate do Flamengo.

Desde 2003, quando o Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos, ou seja, todos contra todos com o time com mais pontos sagrando-se campeão, somente em seis oportunidades o campeonato foi decidido na última rodada. Em todas o campeão não levantou o troféu oficial após a partida e sim na festa realizada pela CBF, normalmente no dia seguinte à rodada final.

Foi assim com o Santos em 2004, com o Corinthians em 2005 e 2011, com o São Paulo em 2008, o Flamengo em 2009 e o Fluminense em 2010.

Em 2004, o Santos levantou uma taça simbólica em São José do Rio Preto, elaborada pela Federação Paulista, onde venceu o Vasco por 2 a 1 e garantiu o título (a Vila Belmiro estava interditada por causa de objetos lançados no gramado). A do Brasileiro mesmo só foi entregue no dia seguinte.

Em 2009 quatro times chegaram à última rodada podendo ser campeão, algo que nunca se repetiu: Flamengo, Inter, São Paulo e Palmeiras. Os cariocas venceram o Grêmio por 2 a 1 em 6 de dezembro e ficaram com o troféu entregue só no dia seguinte, 7, na festa oficial realizada no Rio. Os jogadores não uniformizados, mas de roupa social, levantaram o cobiçado objeto.

A CBF criou a festa para premiar os melhores da competição, e aproveitou para entregar ali a taça. Nos últimos anos, como o campeão se definiu antes da última rodada, no jogo seguinte ao título a confederação preparava a cerimônia, com o troféu entregue no campo.

Em 2021 a operação será feita nos dois estádios principalmente porque a pandemia impedirá uma festa normal. O evento ocorrerá, mas com número reduzido de pessoas e principalmente para premiar jogadores, não equipes inteiras. A CBF ainda avalia detalhes do evento.

Com isso Flamengo ou Inter, quem for campeão, levantará o troféu no estádio — a CBF enviará réplicas aos locais, que são as que ficam com os clubes para serem exibidos nas salas de conquistas.