PUBLICIDADE
Topo

Covid-19 faz Conmebol afastar árbitros brasileiros de suas competições

Árbitro brasileiro Anderson Daronco estava sediado pela Conmebol na Argentina - GettyImages
Árbitro brasileiro Anderson Daronco estava sediado pela Conmebol na Argentina Imagem: GettyImages
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

12/10/2020 10h57

A Covid-19 afastou árbitros brasileiros das competições sul-americanas. Depois de desaparecerem das escalas da Libertadores e das Eliminatórias, agora a Conmebol não escalou nenhum profissional do Brasil para a segunda fase da Copa Sul-Americana, no fim de outubro. O torneio reiniciará após sete meses paralisado por causa da pandemia.

A confederação seguirá na Sul-Americana norma que impôs para a escala da arbitragem na Libertadores: os árbitros escolhidos serão de países que fazem fronteira com aquele onde o jogo ocorre e os profissionais precisam ficar no país que trabalharão o tempo todo que a etapa do torneio disputada dure. No caso da Libertadores foi toda a fase de grupos, na Sul-Americana será a segunda fase.

Cinco árbitros e seis auxiliares brasileiros foram escalados para trabalhar em países vizinhos até o fim da fase de grupos no retorno da Libertadores. Três deles pegaram Covid-19 em setembro e foram afastados — Anderson Daronco e Bruno Arleu, que estavam sediados na Argentina, e Bráulio Machado, que trabalhava na Venezuela. Os três estão recuperados e já voltaram a apitar jogos do Brasileirão.

Isso fez com que a Conmebol decidisse evitar nesse momento escalar qualquer árbitro do Brasil em suas competições. Houve também, apurou o blog, pressão de dirigentes de outros países, preocupados com os casos.

A quinta rodada da fase de grupos da Libertadores já não teve juízes brasileiros, assim como as duas primeiras das Eliminatórias. A quarta de grupos da Libertadores teve a escalação de Bráulio Machado no jogo Caracas x Libertad, marcado para 23 de setembro, mas ele testou positivo para Covid-19 e teve que ser substituído.

A Conmebol pretende avaliar a situação para as próximas rodadas das Eliminatórias, oitavas da Libertadores e da Sul-Americana mas não há certeza que teremos árbitros brasileiros em campo a curto prazo. Como revelou o blog, a Conmebol liberou que profissionais possam trabalhar em jogos de times do seu país, exceção por causa da pandemia, mas até o momento isso não foi necessário.

A Copa Sul-Americana terá reinício provavelmente com três times brasileiros: Vasco e Bahia avançaram da primeira fase e o São Paulo deve se classificar como terceiro colocado de seu grupo na Libertadores, torneio do qual já está eliminado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.