PUBLICIDADE
Topo

Conmebol e CBF se preparam para adiamento de jogos das Eliminatórias

Tite, durante a convocação da seleção brasileira para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias - Lucas Figueiredo/CBF
Tite, durante a convocação da seleção brasileira para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

10/03/2020 16h05

Com Pedro Lopes, de São Paulo

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) aguardam decisão da Fifa sobre um adiamento dos jogos de março das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 no Qatar por causa do novo coronavírus. Há nas duas entidades forte expectativa de que não haverá as duas rodadas programadas, mas é preciso esperar a posição oficial da federação internacional.

Na segunda (9), a Fifa anunciou o adiamento das rodadas de março e junho das Eliminatórias da Ásia: o surto do Covid-19 começou na China e se espalhou no continente fortemente principalmente para a Coreia do Sul e Irã. Fifa e AFC (Confederação de Futebol da Ásia) também decidiram adiar o continental de futsal e o confronto entre Coreia do Sul e China pelo qualificatório do futebol feminino para Tóquio-2020.

Apesar de o novo coronavírus ainda não ter chegado na América do Sul com a força que está na Ásia e Europa, há temor da Fifa que a situação piore nas próximas semanas, mas também com o deslocamento da maioria dos atletas convocados para as partidas, já que atuam por clubes europeus.

Oficialmente, a Conmebol informou que qualquer decisão será tomada pela Fifa, responsável pelas Eliminatórias, e que aguarda. O blog apurou que cartolas de várias associações já conversaram e que a tendência é que a Fifa cancele todos os jogos de Eliminatórias, em todos os continentes.

Pessoas ligadas à diretoria da CBF também acompanham a situação e aguardam uma posição, mas estão preparadas para um eventual adiamento. O técnico Tite convocou na sexta (6) 24 jogadores para os jogos contra a Bolívia, dia 27 de março no Recife, e Peru, dia 31 em Lima. 17 dos 24 atuam na Europa, dois deles, os laterais Danilo e Alex Sandro na Juventus, da Itália, país que fechou suas fronteiras por causa do surto do novo coronavírus.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.