PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sampaoli sobre "sumiço" de Bruno Henrique: "Isso é entre ele e a diretoria"

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

19/01/2019 20h07

Após não aparecer para a concentração do Santos, o atacante Bruno Henrique não participou da vitória por 1 a 0 sobre a Ferroviária, na estreia do clube no Paulistão. Questionado sobre a situação de Bruno Henrique, que tem acerto com o Flamengo, o técnico Jorge Sampaoli preferiu não opinar sobre a situação conturbada entre atacante e o clube da Baixada Santista.

Leia também:

PVC: A piada do Santos e a goleada são-paulina
Juca Kfouri: Santos, Ferroviária e a saudade

"A única coisa que posso falar sobre Bruno Henrique é que ele não se apresentou na concentração. Tentei falar com a diretoria. Ele seria titular. Sempre manifestei desde o dia que cheguei que contaria com ele. Isso é com ele e a diretoria", disse o técnico em entrevista coletiva. 

O atacante do Peixe treinou como titular durante a semana, mas acertou sua ida ao Flamengo na noite da última sexta-feira. O jogador decidiu ficar fora da partida para evitar uma possível lesão. Sampaoli lamentou o "sumiço" do veloz atacante. 

"Nesse tipo de situação, de um jogador que pode ter um contrato melhor, ganhar melhor salário, não é uma possibilidade que o treinador ou o presidente possa fazer algo. O que manda no futebol é o empresário", afirmou o técnico. 

Apesar de elogiar o futebol de Bruno Henrique, Sampaoli disse não conhecer o atacante tão bem, e que se surpreendeu ao ter que escalar um substituto - Yuri Alberto entrou no lugar de Bruno, mas foi substituído no intervalo por Arthur Gomes. 

"Não posso falar do Bruno porque não o conheço. Tive que pensar em outro jogador para o time titular. Sei um pouco do que passou. Imagino que possa saber melhor nas próximas horas, porque não quis saber tudo antes", acrescentou Sampaoli. 

Em campo, o Peixe sentiu falta de Bruno Henrique, e demorou a abrir o placar. Apenas no segundo tempo o time conseguiu furar a retranca da Ferroviária, após o meia Jean Mota aproveitar jogada lateral. 

ANDRÉ ROCHA ANALISA A ESTREIA DO SANTOS NO PAULISTÃO

UOL Esporte

Futebol