PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dudu reclama de árbitro: "Aqui não tem como jogar, na dúvida é Corinthians"

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

24/02/2018 19h06

Os palmeirenses elegeram o árbitro Raphael Claus como um dos principais responsáveis pela derrota por 2 a 0 para o Corinthians neste sábado, na casa do adversário. Na partida, os alvinegros tiveram dois pênaltis marcados a seu favor, sendo que o goleiro Jaílson recebeu o cartão vermelho por conta de infração em Renê Júnior.

"Aqui não tem como jogar, na dúvida é Corinthians. Depois de um minuto e meio, ele deu o pênalti. Foi ele que viu o lance? Aqui é muito difícil", afirmou o meia atacante Dudu.

No primeiro tempo, os palmeirenses ficaram irritados quando Lucas Lima foi derrubado por Fagner fora da área e a bola sobrou para Willian. O jogo seguiu e, após o atacante desperdiçar, a oportunidade, o lateral corintiano levou o amarelo pela infração. Porém, os palmeirenses preferiam a falta marcada à vantagem no lance e a advertência para o ala adversário.

"Foi uma falta que não sei que foi dentro ou fora da área e ele não voltou atrás. Depois, ele deu o pênalti para o Corinthians. O critério tem de ser igual para as duas equipes", disse Michel Bastos.

No segundo tempo, aos 14 minutos, após bate e rebate na área, Jaílson levantou a perna acertou Renê Júnior, que ficou com a perna sangrando. Depois de alguns segundos, o juiz marcou o pênalti. Alguns jogadores do Palmeiras, inclusive os do banco de reservas, questionaram a demora para a marcação e uma possível interferência externa. Jadson cobrou e mandou o chute para fora.

"Depois que ele viu o pênalti, resolveu expulsar. Em um jogo em que tem dois pênaltis a favor, é difícil falar de arbitragem. Até a expulsão estava em um jogo igual. Até então, o Jaílson não tinha feito nenhuma defesa difícil. Depois, ficou mais fácil para eles", reclamou Fernando Prass.

Futebol