PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lucas Lima evita culpar campo e diminui 2º empate seguido: "Não influencia"

Do UOL, em São Paulo

18/02/2018 21h40

O empate por 0 a 0 com a Ponte Preta é o segundo tropeço seguido do Palmeiras nesta temporada, mas as condições em que a partida foi disputada, segundo Lucas Lima, é um atenuante. O meia garante que o novo empate não serve de régua para medir o bom início de ano do time alviverde.

“Está impossível praticar um bom futebol, ainda mais o nosso time que é muito técnico. Tivemos dificuldades, mas creio que superamos: criamos oportunidades da maneira que dava para jogar. Infelizmente não fizemos gols, mas creio que o time sai fortalecido deste empate”, entende Lucas Lima, referindo-se ao gramado encharcado do Moisés Lucarelli, onde o Palmeiras criou pouco.

O camisa 20 não foi mal: ele teve lampejos de criatividade mesmo no primeiro tempo, período em que o Palmeiras mais sofreu com as poças d’água. Na etapa final, foi mais participativo e fez boas triangulações principalmente com Dudu. Levando em conta as adaptações que teve que fazer em seu jogo, o meia se esforçou bastante.

O Palmeiras segue como melhor time do Campeonato Paulista, com 20 pontos. Em compensação, agora acumula dois empates na campanha que antes era composta apenas por vitórias. O escorregão, afirma Lucas Lima, não será levado em consideração no clássico com o Corinthians, no sábado (24).

“Não vai influenciar nada; o trabalho está sendo bem feito. Nosso time ainda não perdeu no campeonato”, resume o meia. “Sabemos da dificuldade de jogar contra a Ponte Preta aqui, ainda mais com este gramado. Sabemos que não podemos usar isso como desculpa, então viemos e lutamos até o final. Não foi o placar que queríamos, mas creio que honramos a camisa”, avalia.

Futebol