PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Hudson vê clássico como chance para São Paulo se reaproximar da torcida

Hudson busca um espaço no time para enfrentar o Santos, neste domingo - Erico Leonan/saopaulofc.net
Hudson busca um espaço no time para enfrentar o Santos, neste domingo Imagem: Erico Leonan/saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

16/02/2018 13h08

Embalado pela quarta vitória consecutiva, o São Paulo enfrenta o Santos neste domingo, no Morumbi. Titular pela primeira vez nesta temporada no triunfo por 2 a 0 sobre o CSA, na quinta-feira (15), Hudson acredita que mais um resultado positivo possa acabar com as desconfianças sobre o time e trazer a torcida de volta para o lado do Tricolor.

"Será mais um jogo muito importante para nossa confiança, e para trazer de volta nosso torcedor que é tão importante pra gente. Clássico tem todo um clima diferente e importância maior também. Vamos cientes da responsabilidade de fazer um bom jogo e manter a boa sequência que estamos", disse Hudson.

Na quinta-feira, Hudson entrou na vaga de Petros, que cumpriu suspensão por ter sido expulso na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. O volante, que retornou ao Tricolor depois de um ano de empréstimo para o Cruzeiro e de recuperar-se de lesão na coxa direita, avaliou de maneira positiva a volta ao time Morumbi. 

"Depois de quase quatro meses sem jogar uma partida completa ou até mesmo um jogo-treino, eu me senti bem fisicamente, graças ao trabalho da comissão técnica do São Paulo. Consegui suportar bem o jogo e a lesão me incomodou muito pouco. Mas tenho muito a evoluir ainda, e isso vem com o tempo e o ritmo de jogos", afirmou Hudson.

O São Paulo alternou de rendimento no jogo desta quinta. Depois de um primeiro tempo sonolento, o time engrenou na segunda etapa e construiu o placar de 2 a 0, com gols de Nenê e Cueva.

"Com certeza nosso segundo tempo foi bom e nos anima para melhorar para a sequência da temporada. Era de se esperar o CSA fazendo uma pressão no primeiro tempo, empurrado pela torcida e essa é uma característica dos times nordestinos. Além do que é uma boa equipe sim, não foi por acaso que foram campeões da Série C. Mas acredito que nossa ideia de jogo fluiu bem mais no segundo tempo, e as oportunidades conseguimos converter em gols e administrar o resultado com mais tranquilidade", avaliou Hudson.


Futebol