PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após episódio com Arouca, atletas usarão chuteira contra o racismo

Chuteira especial de Arouca, volante do Santos, com uma mensagem contra o racismo - Divulgação/Adidas
Chuteira especial de Arouca, volante do Santos, com uma mensagem contra o racismo Imagem: Divulgação/Adidas

Do UOL, em São Paulo

08/03/2014 17h18

A Adidas anunciou, neste sábado, que fornecerá chuteiras especiais para alguns dos atletas que patrocina no futebol de São Paulo. Após um episódio envolvendo o volante Arouca, o santista e outros dois jogadores vestirão um modelo com inscrições contra o racismo.

“Todas as cores” e “Somos todos iguais” são as frases escolhidas pela marca. Segundo a Adidas, Arouca, Luciano (Corinthians) e Osvaldo (São Paulo) levarão o modelo personalizado para campo.

Em sua divulgação à imprensa, a marca ainda listou Valdivia, do Palmeiras, como um dos garotos-propagandas. O chileno, no entanto, foi poupado por Gilson Kleina e sequer está relacionado.

O manifesto contra o preconceito surge dias depois de dois casos marcantes de racismo no país. No meio da semana, o árbitro Márcio Chagas da Silva sofreu preconceito enquanto trabalhava na partida entre Esportivo e Veranópolis, pelo Campeonato Gaúcho.

Na última quinta, foi o próprio Arouca quem sofreu o racismo. Após a vitória do Santos contra o Mogi Mirim, o volante concedia uma entrevista quando foi chamado de “macaco” por um torcedor local. A FPF (Federação Paulista de Futebol) interditou o estádio da cidade interiorana. 

Futebol