PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Luis Fabiano dá show e iguala recorde de ídolo. SP goleia Rio Claro

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

29/01/2014 23h52

Foi um show de Luis Fabiano. O camisa 9, que começou o ano com más exibições e até pênalti perdido, se redimiu nesta quarta-feira com direito a recorde histórico. Foram três gols marcados por ele na goleada por 6 a 3 sobre o Rio Claro, na noite desta quarta-feira, no Morumbi, pela quarta rodada do Paulistão. O hat-trick fez com que o atacante atingisse a marca de 182 gols pelo clube, mesmo número do ex-jogador França, que atuou pelo Tricolor entre 1996 e 2002. 

Agora, Luis Fabiano é o 4º maior artilheiro da história do São Paulo. Ele poderá subir mais uma posição no ranking ainda durante o Paulistão. Quem ocupa a terceira posição é Teixeirinha, com 189 gols. Acima dele, Gino Orlando, com 233, e Serginho Chulapa, com 242 gols. 

O Rio Claro se mostrou frágil, mas o jogo serviu para mostrar a melhor atuação do São Paulo na temporada. O time teve muito mais velocidade e, finalmente, conseguiu criar jogadas a partir de Paulo Henrique Ganso, passando pelos pontas – Ademilson e Osvaldo – e chegando em Luis Fabiano. Ao longo da partida, o São Paulo mostrou posicionamento tático mais rígido e os pontas não trocaram de lado. O centroavante tricolor também saiu menos da área e soube guardar a posição. 
 
Até Osvaldo voltou a jogar no mesmo nível que atuou antes de chegar à seleção brasileira, em 2013. Ele criou os três gols de Luis Fabiano. O primeiro, em chute forte, de longa distância, espalmado pelo goleiro Cleber nos pés do camisa 9. No segundo, achou o artilheiro com passe em profundidade. No terceiro, fez ótima jogada individual, passou por três marcadores e deixou Luis Fabiano livre para finalizar bem, no canto. 
 
O ponto negativo que ainda aparece no São Paulo está na tarefa defensiva do meio de campo. Wellington tem sofrido para sair jogando – durante a semana fez até treino específico para acabar com erros de passes –, mas marca com competência. Maicon, que tem oferta do Bologna (ITA), teve mais uma vez atuação discreta e participou pouco em sua principal missão, de apoiar Ganso na armação ao receber a bola no campo de defesa. 
 
O uruguaio Alvaro Pereira, que fez seu segundo jogo pela equipe, marcou o primeiro gol do Rio Claro na partida. O lateral esquerdo tentou cortar cruzamento, para evitar a finalização do atacante adversário, e colocou a bola para dentro do gol de Rogério Ceni. Ele teve atuação discreta, mas deu assistência para o quarto gol da equipe, de Ademilson. Mesmo sem destaque e com o gol contra, conseguiu mostrar-se superior às últimas exibições de Reinaldo, titular anteriormente. 
 
Quem fechou os gols são-paulinos foi o zagueiro Antonio Carlos, depois do jovem atacante Ewandro, de 17 anos, recém-promovido ao elenco profissional. Ele acabara de substituir o artilheiro Luis Fabiano. Depois, Patrick e André Luiz descontaram para os visitantes. 
 
O São Paulo vai a nove pontos e é líder do Grupo A do Paulistão. Depois de estrear com derrota para o Bragantino, a equipe venceu três jogos seguidos no Morumbi e agora mostra melhor nível. No próximo domingo o time do técnico Muricy Ramalho joga o clássico contra o Palmeiras, no Pacaembu. 

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 6 X 3 RIO CLARO
 
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: Quarta-feira, 29 de janeiro de 2014
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho (SP)
Assistentes: Mauro André de Freitas e Samuel Augusto Vieira Paião (ambos de SP)
 
Gols: Luis Fabiano (3), Ademilson, Antônio Carlos e Ewandro (São Paulo) / Alvaro Pereira [contra], Léo Costa e André Luiz (Rio Claro)
Cartões amarelos:Wellington e Ganso (São Paulo) / Alex Bruno, Anderson Luiz e Leo Costa (Rio Claro)
 
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Luis Ricardo, Rodrigo Caio, Antonio Carlos e Alvaro Pereira; Wellington e Maicon; Ademilson, Paulo Henrique Ganso (Boschilia) e Osvaldo (Douglas); Luis Fabiano (Ewandro)
Técnico: Muricy Ramalho
 
RIO CLARO: Cleber Alves, Carlinhos, Alex Bruno, Marcos Vinícius e Anderson Luis; Rodrigo Celeste (Nando Carandina), Samuel, Patrick Silva (André Luiz) e Léo Costa; Robson e Alex Afonso (Caio Vinicius)
Técnico: Fahel Júnior
 

Futebol