PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Técnico do Atlético-PR após eliminação em casa nos pênaltis: "Dói demais"

Vitor Naum não converteu a cobrança e o Rio Branco conquistou a vaga na Arena - Reprodução/TVCAP
Vitor Naum não converteu a cobrança e o Rio Branco conquistou a vaga na Arena Imagem: Reprodução/TVCAP

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

19/02/2018 10h31

Invicto, dono da melhor campanha, tendo levado apenas um gol em sete partidas e jogando em casa: nada foi suficiente para que o Atlético Paranaense fizesse um gol no Rio Branco e evitasse levar a partida única das semifinais para os pênaltis - veja as cobranças abaixo. Na decisão, melhor para o adversário, que chega a uma surpreendente decisão de turno contra o Coritiba tendo apenas a sétima melhor campanha da fase.

“Dói demais perder uma classificação destas da maneira como se perdeu”, disse o técnico Tiago Nunes após a partida na Arena da Baixada. Foi o terceiro 0 a 0 seguido em casa do time de “aspirantes” – a equipe B montada para a disputa do Estadual. A campanha vinha dando tranquilidade ao clube para a manutenção do projeto, mas ao apito final e com a eliminação, as cobranças da torcida já começaram.

Nunes procurou voltar o olhar para a Taça Caio Júnior, o segundo turno do Estadual. “Sem dúvida, (os jogadores) sentem bastante. No vestiário estavam bastante chateados. Mas a gente tem que lembrar que fez a melhor campanha de todas as equipes, que continua invicto, que levou apenas um gol. Lembrando todas essas situações, a gente começa a criar uma situação para o segundo turno.”

Dos 14 jogadores que encerraram a partida, 12 foram formados pelo próprio Atlético, exceção ao zagueiro Emerson e ao atacante Felipe Dorta. E dos 12, cinco foram profissionalizados nessa temporada, justamente para o Estadual. “Se aprende mais nesse momento de dificuldade que talvez na vitória, em que você encobre as situações”, procurou contemporizar o técnico.

O Atlético volta a campo na quarta-feira (21), às 19h30, contra o Tubarão-SC pela Copa do Brasil, mas atuando com o elenco principal, comandado por Fernando Diniz, em sua segunda partida no ano. Já o elenco B só volta a atuar no dia 3 de março, em 13 dias, contra o União na Arena da Baixada, na primeira rodada do segundo turno.

Futebol