PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mano completa 200 jogos: clássico e decisões de mata-mata são os prediletos

Atualmente Mano é o quinto treinador com mais partidas feitas pelo Cruzeiro - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Atualmente Mano é o quinto treinador com mais partidas feitas pelo Cruzeiro Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

17/02/2019 04h00

O técnico Mano Menezes vai atingir uma marca especial contra o América-MG, hoje, no estádio Independência. O clássico contra o Coelho será o jogo de número 200 do treinador com o Cruzeiro. Em sua segunda passagem pela equipe, o comandante se tornou o técnico mais longevo dos clubes do Brasileirão, além de ter levantado três títulos, sendo duas Copas do Brasil. Nesses 199 jogos já feitos, o treinador tem carinho especial por alguns deles. Em seu top 5 de partidas mais marcantes, o técnico destaca um clássico contra o Atlético-MG, os mata-matas emocionantes contra Flamengo e Palmeiras, e outras goleadas no Mineirão.

Em entrevista à tv do Cruzeiro, Mano elegeu seus cinco jogos mais marcantes. O primeiro deles foi a goleada por 5 a 1 contra o Figueirense, logo na sua estreia, em 2015. Outra goleada marcante foi os 7 a 0 diante da Universidad de Chile, pela Copa Libertadores do ano passado. Aquele foi o quarto jogo do clube na fase de grupos, e a Raposa ainda não tinha vencido na competição, o que a fez flertar com uma possibilidade real e inédita de não chegar à fase de mata-mata. No primeiro título da Copa do Brasil, Mano também destacou o empate alucinante por 3 a 3 com o Palmeiras, no Allianz Parque, considerados por ele os melhores 30 minutos da equipe celeste. No ano passado, a vitória por 2 a 0 contra o Flamengo que praticamente decretou a classificação às quartas de final da Libertadores também foi relembrada. Por fim, o triunfo de 2 a 0 no clássico contra o Atlético-MG fechou o Top 5 do treinador, que levantou seu primeiro título mineiro depois de ter perdido a ida da final por 3 a 1.

VEJA TAMBÉM

Atualmente, Mano é o quinto treinador com mais partidas feitas pelo Cruzeiro. No futuro próximo, o técnico deverá ultrapassar Ayrton Moreira, que tem 206. Se terminar a temporada com a Raposa, o comandante deverá terminar o ano na segunda colocação. Isso porque em 2018 a equipe fez 72 jogos oficiais. Se o número aproximado se repetir, Mano também deixará para trás Niguinho (256 jogos) e Levir Culpi (257 jogos), ficando atrás somente de Ilton Chaves, que contabilizou 362 partidas à beira do gramado.

"Chegar a uma marca como essa é raro na nossa carreira, mas se, felizmente, estamos chegando, é um sinal de que estamos fazendo as coisas bem. E isso é mérito de muita gente que trabalha no dia a dia, jogadores, comissão, estrutura do clube, confiança que construíamos juntos para passar os momentos difíceis e chegar até aqui", comentou o treinador, em sua entrevista coletiva na Toca da Raposa.

Contra o América, além de celebrar a marca rara, Mano também terá a oportunidade de tomar a liderança isolada do Mineiro, já que ambos estão com 14 pontos, mas a Raposa leva desvantagem no saldo de gols (11 contra 9). O topo da tabela é bastante valorizado, principalmente depois do ano passado, quando o Cruzeiro ficou com a taça devido à vantagem que adquiriu na primeira fase.

Futebol