PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Desempenho de quem saiu do banco dá tranquilidade para Galo usar reservas

O argentino Tomás Andrade deve ter a primeira chance como titular do Atlético-MG - Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
O argentino Tomás Andrade deve ter a primeira chance como titular do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

24/02/2018 04h00

O Atlético-MG vencia o América-MG por 1 a 0 quando Tomás Andrade entrou e fez as jogadas que originaram mais dois gols, construindo o triunfo por 3 a 0. História que se repetiu na Copa do Brasil, contra o Botafogo-PB. Novamente o Galo vencia por 1 a 0 quando Cazares entrou no jogo e fez um gol, além de participar do lance que originou o gol de Luan, outro que entrou no decorrer da partida. No fim, goleada por 4 a 0.

As boas alterações nos dois últimos jogos dão uma tranquilidade extra para o técnico interino do Atlético, Thiago Larghi, optar por uma equipe reserva para enfrentar o Tupi, neste domingo, às 17h, no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora, pela oitava rodada do Campeonato Mineiro.

“Isso é satisfatório para o nosso trabalho, mas também é para o clube, como um todo. São jogadores de muito potencial. Tomás, Cazares e Luan, além de outros que também estão no banco. E trabalhamos para isso, pois é assim que podemos construir um grupo qualificado e poder brigar pelos títulos”, analisou Larghi.

Com alguns reservas em alta, o Atlético pode voltar a escalar uma equipe alternativa, como fez no início do Mineiro. Porém, a estratégia para as primeiras rodadas não funcionou muito bem em termos de resultado. Sem a equipe principal o Galo enfrentou Boa Esporte e Villa Nova e somou apenas um ponto.

Nessa sexta-feira, a equipe que treinou foi formada por Cleiton, Samuel Xavier, Maidana, Mancini e Danilo; Arouca, Gustavo Blanco, Tomás Andrade e Cazares; Luan e Carlos. Algumas mudanças podem ser feitas, mas não muitas, já que na próxima semana o Atlético tem jogo com o Figueirense, pela Copa do Brasil, e o clássico com o Cruzeiro.

“Vamos tentar recuperar alguns jogadores, esperar os resultados feitos pela fisiologia. Só então vamos definir qual o time vai jogar”, explicou Thiago Larghi, que preferiu não confirmar se o Atlético vai mesmo com um time reserva para enfrentar o Tupi.

Futebol