PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após temporal e estrago no Mineirão, Cruzeiro goleia Minas e dispara no Mineiro

Funcionários do Mineirão tentam retirar água de dentro do campo antes da partida  - DUDU MACEDO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Funcionários do Mineirão tentam retirar água de dentro do campo antes da partida Imagem: DUDU MACEDO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em Belo Horizonte

01/03/2014 18h26

Debaixo de muita chuva, que derrubou placas metálicas da cobertura do Mineirão antes da partida e deixou o gramado encharcado, o Cruzeiro goleou o Minas Boca, por 4 a 0, neste sábado, e se aproximou da classificação às semifinais do Campeonato Mineiro.

Com o triunfo, o Cruzeiro chegou a 20 pontos e disparou na liderança da competição, abrindo seis pontos do segundo colocado, o rival Atlético-MG, que venceu o Villa Nova (4 a 1) e ultrapassou o Boa Esporte e a Caldense, terceiro e quarto colocados. Apesar de encontrar dificuldade por causa do gramado pesado, o time celeste fez valer o favoritismo e abriu 2 a 0 ainda no primeiro com atuação destacada de Dagoberto, que marcou o segundo e deu assistência para o primeiro, de Bruno Rodrigo.

No segundo tempo, Dagoberto voltou a marcar em cobrança de pênalti e Everton Ribeiro decretou a goleada com um gol de cabeça. O Cruzeiro volta a jogar na Quarta-feira de Cinzas, contra o Nacional, às 19h30, em Muriaé, pela nona rodada da competição. O Minas Boca, que permaneceu com oito pontos, enfrenta no mesmo dia o Villa Nova, às 20h30, em Nova Lima.

Antes da partida, um temporal provocou estrago na cobertura do Mineirão. O vento forte derrubou placas metálicas de aproximadamente 1,5m a 2m, que chegaram a cair no gramado. Elas foram recolhidas por funcionários da Minas Arena, que administra o estádio. Além disso, a drenagem não resistiu ao excesso de água e deixou o campo encharcado, formando poças principalmente nas laterais.

“O jogo está um pouco complicado porque está bem encharcado o campo, mas a equipe está colocando a bola no chão e tentando jogar”, observou Dagoberto, em entrevista a TV Globo Minas, no intervalo da partida.

O Cruzeiro encontrou dificuldade para superar o adversário. Com o campo pesado e a bola parando na água, o time celeste não conseguiu concluir as jogadas para chegar ao gol de Cristiano e quase foi surpreendido pelo Minas Boca, que levou perigo aos 28min.

Gustavo chutou de fora da área e Fábio rebateu para o lado. Na sequência, Micão fez boa jogada e chutou cruzado. o zagueiro Bruno Rodrigo cortou em cima da linha.

O susto acordou o Cruzeiro, que abriu o placar cinco minutos depois. Dagoberto cobrou escanteio da direita e Bruno Rodrigo cabeceou forte. A bola ainda bateu na trave direita antes de entrar. O time celeste manteve o ritmo e ampliou aos 40min.

Lançado na direita, Dagoberto arrancou, invadiu a área e chutou forte cruzado para fazer 2 a 0. O Minas teve a chance de diminuir ainda no primeiro tempo. Ely Thadeu passou por Bruno Rodrigo na área, mas na hora de finalizar foi desarmado pelo zagueiro celeste.

No segundo tempo, com o gramado menos encharcado após a chuva dar uma pausa, o Cruzeiro voltou disposto a decidir logo o jogo e ampliou aos 6min. O árbitro marcou pênalti de Gustavo em Nilton durante uma cobrança de escanteio. Dagoberto cobrou rasteiro e superou o goleiro.

O Cruzeiro quase voltou a marcar aos 18min. Everton Ribeiro entrou livre e finalizou para o gol. A bola desviou no goleiro e explodiu na trave.

O time celeste manteve a pressão sobre o adversário, que já não tinha forças para reagir, e chegou ao quarto gol. Egídio pegou uma bola cortada pela defesa e cruzou para Everton Ribeiro marcar de cabeça aos 25min.

Nos minutos finais, o Cruzeiro teve chance de ampliar o marcador. Depois de cobrança de escanteio da direita, Dedé cabeceou livre na área e o goleiro Cristiano defendeu no reflexo e evitou o quinto gol celeste.

CRUZEIRO 4 X 0 MINAS BOCA

Data: 1/3/2014 (sábado)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Gabriel Murta Barbosa Maciel
Assistentes: Marcus Vinícius Gomes e Ricardo Vieira Rodrigues
Cartões amarelos: Everton Ribeiro, Egídio (CRU);
Gols: Bruno Rodrigo, aos 33min, Dagoberto, 40min do primeiro tempo; Dagoberto, aos 6min, Everton Ribeiro, aos 25min do segundo tempo

Cruzeiro
Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Rodrigo Souza (Lucas Silva), Nilton, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart (Willian); Dagoberto e Marcelo Moreno (Elber)
Técnico: Marcelo Oliveira

Minas Boca
Cristiano; Micão, Gustavo Moreira e Reginaldo; Gleisinho, Rafinha, Christiano Lima,  Felipe (Renato Maranhão)  e Leandrinho; Ely Thadeu (Leozinho) e Fábio Júnior (Radar)
Técnico: João Carlos

Futebol