PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Juiz que fez CR7 chorar já foi melhor do mundo, mas se complicou na Copa

REUTERS/Sergio Perez
Imagem: REUTERS/Sergio Perez

Do UOL, em São Paulo

20/09/2018 11h00

A estreia de Cristiano Ronaldo pela Juventus na Liga dos Campeões durou pouco menos de meia hora. Isso porque, aos 29 minutos do jogo contra o Valencia, ele recebeu o cartão vermelho direto e deixou o campo chorando. O responsável por mandar o português mais cedo para o vestiário foi o árbitro alemão Felix Brych, que é advogado, doutor em direito esportivo e até já foi considerado o melhor juiz do mundo, mas se complicou na última Copa do Mundo.

Na partida da última quarta-feira (19), o camisa 7 se enroscou na área com o colombiano Murillo. Em câmera lenta, é possível ver um chute na canela do defensor quando o atacante entrava na área. O zagueiro caiu no gramado e reclamou de agressão. Depois, Ronaldo chegou a ironizar a queda do adversário e apertou a cabeça dele.

Brych ouviu o que o auxiliar ao lado do gol tinha a dizer e decidiu dar o cartão vermelho para o português. O zagueiro do Valencia seguiu em campo e não foi advertido pelo lance. Ronaldo ficou inconformado com a decisão e deixou o campo chorando. No fim, o time italiano venceu por 2 a 0.

Cristiano chora - JOSE JORDAN / AFP - JOSE JORDAN / AFP
Cristiano Ronaldo chorou após ser expulso
Imagem: JOSE JORDAN / AFP
Esta foi a primeira expulsão do português na Liga dos Campeões em mais de 150 jogos na competição. Ele soma cinco títulos do torneio, mas nunca havia recebido um cartão vermelho até encontrar Brych, que tem 43 anos e é árbitro Fifa desde 2007.

No currículo, o juiz conta com duas Copas do Mundo. Em 2014, ele apitou duas partidas no Mundial do Brasil, ambas pela fase de grupos (Uruguai 1 x 3 Costa Rica e Bélgica 1 x 0 Rússia).

Brych chegou ao auge anos depois, em 2017. Primeiro, foi o responsável pela final da Liga dos Campeões entre Juventus e Real Madrid e, no fim daquele ano, ainda venceu o prêmio de melhor árbitro do mundo na premiação anual do Globe Soccer Awards.

Porém, em 2018, o alemão sofreu logo no primeiro jogo que apitou da Copa da Rússia. O juiz deixou de marcar pênalti para a Sérvia contra a Suíça, em duelo válido pelo grupo do Brasil, quando Aleksandar Mitrovic foi agarrado por Stephan Lichtsteiner e Fabian Schär dentro da área. Mesmo com o árbitro de vídeo (VAR), prevaleceu a marcação de campo e, no fim, os suíços venceram por 2 a 1. Resultado da má atuação: ele não participou de mais nenhuma partida no Mundial.

Esporte