PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com forte policiamento, Boca e River festejam em Madri

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Madri (ESP)

09/12/2018 14h24

As horas prévias à final da Libertadores foram marcadas por forte policiamento nos arredores do Santiago Bernabéu, em Madri (ESP). As autoridades locais criaram uma barreira para separar os torcedores de Boca Juniors e River Plate.

A festa, no entanto, não diminuiu apesar da presença policial. Com bandeiras e cânticos, os torcedores se reuniram nos arredores do Santiago Bernabéu para esperar o momento de entre no estádio. Alguns hinchas, por outro lado, foram até as concentrações dos times.

O forte policiamento é reflexo do ocorrido em 24 de novembro. Nesta data seria realizada a segunda partida da final da Libertadores, no Monumental de Núñez, casa do River Plate. No entanto, o ônibus do Boca Juniors foi alvo de pedradas antes de acessar o estádio e a partida acabou adiada.

Depois de dias de entrave para decidir um novo local, a Conmebol anunciou que a partida seria realizada fora da América do Sul. O Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid, foi o escolhido para sediar a grande final.

Com a proximidade do início do Mundial de Clubes, há ainda a dúvida se o campeão voltará para a Argentina antes de viajar para o Qatar, palco da competição mundial. De acordo com a "TNT', o Boca Juniors planeja voltar a Buenos Aires para comemorar o possível título, enquanto o River Plate pretende ficar em Madri antes de viajar para o Qatar.

A partida entre River Plate e Boca Juniors está marcada para este domingo (9), às 17h30 (de Brasília), no Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid.

Futebol