PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Everton volta após 22 dias e será arma do Grêmio contra o River

Artilheiro do Grêmio no ano com 18 gols, Everton deve começar no banco nesta terça - Lucas Uebel/Grêmio
Artilheiro do Grêmio no ano com 18 gols, Everton deve começar no banco nesta terça Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

30/10/2018 12h00

O Grêmio conta com Everton para o segundo jogo diante do River Plate, na semifinal da Libertadores. Liberado pelos médicos, o meia-atacante volta após 22 dias de recuperação de lesão muscular na coxa direita e deve ser uma arma para o decorrer do duelo desta terça-feira (30), em Porto Alegre. Artilheiro do clube gaúcho no ano, ele é uma das esperanças na busca pelo segundo título continental consecutivo.

A ideia do Grêmio, em um primeiro momento, é manter Everton como opção. Liberado pelos médicos, o camisa 11 deve ficar no banco de reservas justamente pelo período sem jogos.

O último minuto de Everton em campo foi contra o Bahia, no dia 6 de outubro. Desde então, o jogador passou por sessões intensas de fisioterapia. Ele só voltou a treinar com bola recentemente, carecendo de ritmo de jogo.

"Tenho trocado bastante ideia com o departamento médico, converso com os jogadores. Mas a resposta quem dá é o próprio jogador. Eu estou de olho, os médicos também. São lesões musculares e a cada dia se observa e vê. É uma decisão, mas somos inteligentes o suficiente para não colocar ninguém antes do tempo. Porque aí se perde o jogador naquele jogo e depois. Comigo isso não vai acontecer. Lesão muscular é difícil, não adianta querer forçar a barra. Se eles estiverem recuperados, vão ficar à disposição", disse Renato Gaúcho.

A vaga de Everton deve seguir com Alisson, como ocorreu no jogo em Buenos Aires. Assim, o meia-atacante só entrará em caso de necessidade ou na reta final da partida para ganhar minutos. O retorno progressivo é quase lei no Grêmio de Renato Portaluppi. A única exceção foi o próprio Everton, que voltou de lesão recente antes do previsto - em maio - e decidiu duelo com o Ceará, fora de casa.

"Se ele estiver 10% já vai nos ajudar muito. Se ele vai jogar ou não, é com o Renato. Ele é um grande treinador e sabe chegar nesses momentos para definir e decidir. Se o Everton estiver no mínimo 50%, já vai nos ajudar muito. Mas creio que ele está 100%", comentou Jael. "O Everton, antes de se lesionar, era o número um no Brasil. Tanto que foi convocado… é um grande jogador, que volta no momento decisivo. Um jogador que, se jogar, vai ser decisivo. Ele vem fazendo isso o ano inteiro. Quando volta, ele resolve", completou.

Grêmio e River Plate se enfrentam às 21h45 (Brasília), em Porto Alegre. Como venceu por 1 a 0 em Buenos Aires, o time gaúcho pode até empatar que garante vaga na final da Libertadores. O vencedor do confronto pega o ganhador do cruzamento entre Palmeiras e Boca Juniors na grande decisão do torneio.

Futebol