PUBLICIDADE
Topo

Futebol

D'Ale vê semi da Libertadores aberta, mas dispara: "Confio nos meus amigos"

D"Alessandro esteve no River Plate em 2016 e torce por "seus amigos" na semifinal - MARCOS BRINDICCI/Reuters
D'Alessandro esteve no River Plate em 2016 e torce por 'seus amigos' na semifinal Imagem: MARCOS BRINDICCI/Reuters

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

30/10/2018 11h00

No evento que lançou a quinta edição do Lance de Craque, seu jogo beneficente anual em Porto Alegre, o argentino Andrés D'Alessandro não conseguiu escapar de perguntas sobre a semifinal da Libertadores entre Grêmio e River Plate, marcada para terça-feira (30) em Porto Alegre. Segundo o meia, a disputa está aberta, mas ele não esconde torcida por seus compatriotas.

Os motivos são óbvios. D'Ale começou carreira no River e há 10 anos defende o Inter, tradicional rival do Grêmio. Sobram razões para 'confiar em seus amigos'.

"O Grêmio tem uma vantagem, o Boca um pouco maior (na outra semi). Mas no futebol pode acontecer qualquer coisa, e confio nos meus amigos, muito", disse o argentino em entrevista coletiva.

A presença de imprensa do país vizinho, além do presidente do River Plate, Rodolfo D'Onofrio, marcou o lançamento do jogo que ocorrerá em dezembro. E a eles, o gringo deu ainda mais detalhes sobre o que pensa para a partida.

"Em 2015 eu joguei a Libertadores e acompanhei o River como rival. Perderam para o Cruzeiro por 1 a 0 em casa e fizeram 3 a 0 no Mineirão. Tudo pode acontecer no futebol. São times parelhos, grandes, que jogam bem, têm jogadores importantes, que têm história... Eu disse na semana passada, acho que pode, sim, o River conseguir dar a volta no Brasil. Eu tive a sorte de ganhar do Corinthians em 2003 pelo River nas oitavas da Libertadores.Sou muito sincero porque poderia falar simplesmente que o River iria ganhar. Mas é complicado. O Grêmio é forte em casa, sabe o que quer... Vai ser complicado, mas é como disse o Renato (Gaúcho), técnico deles, a chave está aberta e será uma grande partida", completou o camisa 10 do Inter.

D'Alessandro cumpre um protocolo de receber clubes argentinos que têm enfrentado o Grêmio nesta edição da Libertadores. Foi visitar a concentração do Estudiantes, eliminado nas oitavas. Foi até o campo do CT Parque Gigante (do Inter) cumprimentar técnico e jogadores do Tucumán durante atividade deles antes do jogo das quartas. E fez o mesmo com os ex-companheiros de River Plate desta vez.

Além de ser cria das categorias inferiores do clube, D'Ale também esteve emprestado por lá em 2016.

Grêmio e River Plate jogam nesta terça a partir das 21h45 (de Brasília) na Arena. Por ter vencido o jogo de ida por 1 a 0, os brasileiros jogam por qualquer vitória ou empate. Derrota por 1 a 0 leva a decisão de vaga na final para os pênaltis. Derrota por qualquer outro placar põe o River na decisão. Do outro lado da chave estão Palmeiras e Boca Juniors.

Futebol