PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Herói do Boca contra o Palmeiras quebra jejum após perder Copa por lesão

Jeremias Wernek e Leandro Miranda

Do UOL, em Buenos Aires (Argentina)

25/10/2018 04h00

Darío Benedetto foi o herói do Boca Juniors contra o Palmeiras, nesta quarta-feira (24), no jogo de ida da semifinal da Libertadores, e tem motivos de sobra para vibrar. Os dois gols em La Bombonera foram os primeiros do atacante após séria lesão no joelho que o fez perder grande parte do primeiro semestre do ano e, também, a Copa do Mundo na Rússia.

LEIA MAIS

A vibração no estádio, que já se transformava em uma 'panela' cheia de angústia, também é pela história do centroavante de 28 anos.

No início de 2018, Benedetto era o principal atacante em atividade no futebol argentino. Jorge Sampaoli, então treinador da seleção, reconheceu o momento e colocou o 'Pipa' na lista. O goleador do Boca, bicampeão nacional, era um nome certo para o Mundial na Rússia.

A lesão no joelho, contudo, impediu que o sonho de jogar a Copa se confirmasse. No âmbito local, Benedetto ficou fora por um longo período, e o Boca sentiu sua ausência. A contundência do time de Guillermo Barros Schelotto, que chegou a ficar mais de dois anos na liderança da liga nacional, foi se esvaindo pela baixa do centroavante.

Contra o Palmeiras, Benedetto foi a segunda troca de Schelotto. Aos 32 minutos do segundo tempo, entrou na vaga de um discreto Ramón Ábila e deu mais profundidade a uma equipe que era óbvia demais na fase ofensiva. O primeiro gol, após cobrança de escanteio menos de 10 minutos depois de sua entrada, já foi um alívio duplo. Para o clube em si, que buscava vantagem na semifinal, e também ao jogador.

O segundo gol, que dá uma vantagem bem confortável no duelo com o time brasileiro, foi a cereja do bolo. Um drible de futsal em frente à área para ganhar metros de liberdade. O timing exato para encaixar o chute rasteiro que saiu longe do alcance de Weverton. E depois a festa.

La Bombonera, apinhada com público que tem comportamento quase de uma seita, reverenciou a volta de seu herói.

Futebol