PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro vai à Conmebol tentar anular cartão de Dedé e fala até em "roubo"

Jogadores do Cruzeiro reclamam com o árbitro Eber Aquino após expulsão de Dedé - Demian Alday/Getty Images
Jogadores do Cruzeiro reclamam com o árbitro Eber Aquino após expulsão de Dedé Imagem: Demian Alday/Getty Images

Do UOL, em Belo Horizonte (MG)

20/09/2018 09h43

O Cruzeiro vai à Conmebol, ainda nesta quinta-feira (20), para tentar anular o cartão vermelho levado por Dedé na derrota por 2 a 0 para o Boca Juniors, no jogo de ida das quartas de final da Libertadores. A informação foi dada pelo vice-presidente de futebol Itair Machado, que mostrou sua indignação contra a arbitragem do paraguaio Eber Aquino no estádio La Bombonera. O diretor relembrou um caso de 2014 e disse ser possível fazer com que o defensor esteja presente na partida da volta.

Assista aos gols da partida entre Cruzeiro e Boca Juniors.

"O Brasil e boa parte do mundo viram o que aconteceu. O Cruzeiro vai tomar medidas cabíveis juridicamente porque acha que é flagrante o que aconteceu. Em 2014, teve um jogador que a Conmebol absolveu o cartão vermelho e ele jogou a partida seguinte. Então, o que o Cruzeiro vai pleitear é que não seja prejudicado duas vezes. Porque o Cruzeiro foi prejudicado hoje, punido com o erro do árbitro", disse Machado.

"Se não houve má-fé, se não houve roubo, que se conserte o erro do juiz. É o que o presidente da Conmebol tem que fazer. Em tempos de prisão como os de hoje, em que vários dirigentes até mesmo da Conmebol foram presos, a gente tem que acreditar que se pode fazer justiça. O Cruzeiro não pode ser punido duas vezes: com o erro do jogo e o Dedé fora do próximo jogo. Se não for roubo, vão liberar o Dedé para jogar. Se for, talvez o árbitro ameace abrir o bico e eles não vão liberar", comentou.

Itair também revelou que o presidente Wagner Pires de Sá está a caminho de Luque, no Paraguai, na sede da Conmebol, para tentar fazer com que Dedé atue pelo Cruzeiro na partida da volta.

"Presidente está embarcando, vai encontrar com o presidente da Conmebol. E o nosso advogado (Fabiano Oliveira Costa) já começou a fazer, no avião, nossa denúncia. Temos até 24 horas após o jogo para fazer qualquer tipo de reclamação. Cruzeiro vai se apegar aos seus direitos", afirmou. 

Promoção de ingressos para jogo da volta

Itair Machado também prometeu que a diretoria fará uma promoção de ingressos para que o torcedor lote o Mineirão no dia 4 de outubro e empurre a equipe em busca da classificação. Uma vitória por 2 a 0 levará a decisão para os pênaltis. Para avançar à semifinal nos 90 minutos, o Cruzeiro precisa vencer por três gols de diferença.

"Quero deixar um recado para a torcida do Cruzeiro. Nós nos reunimos no vestiário, vamos colocar promoção de ingresso e temos certeza que vamos tirar a diferença de dois gols e vamos nos classificar. O ingresso vai ser mais promocional ainda, para que a gente possa combater isso aí também dentro de campo, eliminando o Boca. Porque, com certeza, se houve má-fé, houve a participação do Boca. E nós vamos dar a resposta para eles dentro de campo", concluiu.

Futebol