PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato usa ditado no Grêmio contra retranca: "Água mole em pedra dura"

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Imagem: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

29/08/2018 01h02

Renato Gaúcho usou um velho ditado popular ao falar com o time do Grêmio antes do jogo diante do Estudiantes. Após vencer nos acréscimos e bater a equipe argentina nos pênaltis, o treinador revelou a conversa e a citação aos jogadores. Para ele, a pressão daria resultado tal qual a história da água mole em pedra dura.

O Grêmio fez 2 a 1 no Estudiantes com Everton e Alisson. Nos pênaltis, teve 100% de aproveitamento. Com cinco acertos, despachou o rival e chegou às quartas da Libertadores. Clique aqui e assista aos gols do jogo.

"Eu já venho fazendo cobrança aos meus atacantes para um sempre puxar no primeiro pau (em lance de bola parada). Agora, um puxou e saiu o gol. Foi demorado, foi sofrido, mas ele (o gol) saiu. Eu falei um ditado ao grupo, sabendo que eles (Estudiantes) iriam jogar fechadíssimos. 'Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura'. Foi esse o ditado que falei. Eles vão vir fechados, mas vamos amassar eles", contou Renato.

Everton marcou aos 6 minutos do primeiro tempo, mas Rodríguez empatou logo depois. A partir dali, a pressão foi enorme. Na etapa final, o Grêmio chegou a jogar com cinco atacantes.

"O Grêmio tinha um objetivo e conseguimos. Foi dureza… Mesmo assim, apesar do gol ter demorado a sair, gostei que minha equipe não desistiu. Tivemos uma sequencia de mudanças táticas e mesmo com elas, a equipe não perdeu o foco. Acima de tudo, houve garra dos jogadores e ambição do treinador. Olha com quantos atacantes terminamos o jogo", citou.

Na próxima fase, o Grêmio enfrenta o Tucumán. A primeira partida será na Argentina.

Futebol