PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio 100% nos pênaltis teve papo após treino ruim e dica sobre goleiro

Time gaúcho acertou as cinco cobranças contra o Estudiantes e avançou na Libertadores - Lucas Uebel/Grêmio
Time gaúcho acertou as cinco cobranças contra o Estudiantes e avançou na Libertadores Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

29/08/2018 08h27

O Grêmio acertou todos os pênaltis e despachou o Estudiantes, mas um dia antes o treino fechado havia deixado um alerta geral: o aproveitamento dos batedores foi ruim. Somado a isso, o grupo tinha também histórico de quatro erros em cobranças no Brasileirão. A mudança veio com uma conversa entre os atletas e a comissão técnica, além de dicas na hora decisiva. Clique aqui e assista aos gols do jogo.

Maicon, Everton, Jael, Alisson e André foram os batedores na série que terminou 5 a 3, após vitória por 2 a 1 no tempo normal. Na próxima fase, o Grêmio enfrenta o Tucumán-ARG.

Na segunda-feira, Renato fechou os portões do CT para treinar pênaltis. O fundamento era uma preocupação pelas recentes falhas: foram quatro cobranças perdidas por três batedores diferentes em partidas do Campeonato Brasileiro. A atividade deixou mais dor de cabeça.

Segundo apurou o UOL Esporte, o rendimento não foi dos melhores, a sessão foi encurtada e motivou um papo no hotel. A conversa foi renovada no campo, após a vitória no tempo normal, e segundos antes do início da disputa alternada.

"O grande jogador está acostumado com estádio lotado e a pressão vira apoio. Eu mesmo, no treino, perdi os dois pênaltis. É muito relativo. No jogo, se está confiante e isso faz diferença", confirmou Everton. "A gente procurou passar confiança para todos que iriam bater. O professor confirmou quem ia bater e falamos para ir com calma, com confiança", contou o meia-atacante.

A cobrança de Maicon entrou, mas Mariano Andújar quase defendeu. O chute do capitão abriu a série e gerou um alerta entre os demais jogadores: o goleiro tinha uma característica evidente a ser explorada.

"A gente viu, na primeira cobrança do Maicon, que o goleiro espera muito. Falamos para bater firme, forte, que ele não ia chegar (na bola). Não ia dar tempo… O André tem um estilo diferente, mas todos os outros foram assim e ele não conseguiu", contou Everton.

A volta por cima nos pênaltis não é uma novidade para o Grêmio. Em 2017, o time errou várias cobranças e no início da atual temporada conquistou a Recopa Sul-Americana em cima do Independiente nas penalidades. Agora, a classificação na Libertadores também foi assim.

O Grêmio volta a campo no sábado, contra o Botafogo, pelo Brasileirão.

Futebol