PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com medo de fama ruim, parte da Conmebol preferia a absolvição do Santos

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF

Marcel Rizzo

Do UOL, em Fortaleza

29/08/2018 04h00

Parte da diretoria da Conmebol preferia que o Santos não tivesse sido punido e que a vaga nas oitavas da Libertadores fosse definida apenas no campo. A decisão tomada pelo tribunal da entidade acabou dando vitória por 3 a 0 para o Independiente no jogo de ida. A punição gerou revolta nos torcedores santistas, que invadiram o campo e depredaram o Pacaembu no empate sem gols que acabou eliminando o time no duelo de volta.

Com fama de desorganizada, a cúpula da entidade entende que é ruim resultados definidos na Justiça em momento que a Libertadores, principalmente, tem cotas de patrocínio à disposição do mercado para o período de 2019 a 2022.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Futebol