PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rodrygo diz que partida terminou no julgamento e apoia revolta de santistas

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/08/2018 22h32

Rodrygo lamentou que a decisão da Conmebol de punir o Santos pela escalação irregular de Carlos Sánchez a poucas horas da partida contra o Independiente tenha acirrado os ânimos de jogadores e torcedores no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, nesta terça-feira (28), no Pacaembu, encerrado aos 35 minutos do segundo tempo por falta de segurança e que eliminou os alvinegros da competição.

Indignado com a situação, o atacante acredita que o destino do confronto já havia sido decidido no tribunal disciplinar da entidade. "O jogo terminou quando saiu o resultado do julgamento. Essa vergonha que saiu. Minha vontade era falar um monte de merda aqui, mas querer não é poder, tenho de ficar quieto", disse.

Com a decisão da Conmebol, o Santos foi declarado perdedor por 3 a 0 no jogo de ida, em Avellaneda, e precisaria vencer o confronto desta noite por quatro gols de diferença para avançar diretamente às quartas de final. O revés mexeu com os ânimos do elenco, na opinião de Rodrygo, que também considerou certa a atitude de torcedores em tentar invadir o campo e atirar objetos após vandalizar parte das arquibancadas do Pacaembu.

"A gente imaginava (que poderia ter confusão). Acho que torcida fez certo. Acontecer uma vergonha dessa, a torcida está totalmente certo em fazer o que fez hoje."

"Quando entra em campo perdendo por 3 a 0 fica mais difícil, claro que eles entraram mais tranquilo. A gente entrou naquela pressão. Sabia que ia ser difícil reverter o placar", completou o atacante, negociado com o Real Madrid, mas com permanência garantida no Santos até junho de 2019.

No Twitter, um torcedor filmou a reação exaltada de Rodrygo após a interrupção da partida, e a imagem viralizou nas redes sociais. O jogador solta um palavrão direcionado à Conmebol, enquanto o santista pede para que ele abandone o jogo. Confira:

Futebol