PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em busca de classificação na Libertadores, Santos relembra virada de 1995

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC
Imagem: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Do UOL, em São Paulo

28/08/2018 11h34

Após a Conmebol anunciar a punição ao Santos por considerar irregular a escalação de Carlos Sánchez no jogo contra o Independiente, pelas oitavas da Libertadores, o time alvinegro relembrou a virada história na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1995 para motivar torcedores e o elenco.

?E lá vamos nós de novo. No mesmo Pacaembu. Com a mesma garra. Com a mesma vontade. Diziam que era impossível, lembra? Futebol se resolve em campo?, escreveu o Santos em sua conta oficial no Twitter.

Na ocasião, o Santos perdeu o primeiro jogo para o Fluminense por 4 a 1. Na partida de volta, no estádio do Pacaembu, a equipe paulista derrotou os cariocas por 5 a 2 e conseguiu se classificar para a final do Campeonato Brasileiro de 1995.

"Em 95, as capas dos jornais eram essas. E nós viramos. Não estamos contentes com essa decisão. Mas nossa solução será dentro de campo. Vamos lutar para reverter essa placar na bola! Vamos cantar e apoiar até o fim! Sem violência", acrescentou o clube paulista na rede social.

Pelo Instagram, o Santos pediu paz no Pacaembu e que os torcedores não ataquem os fãs do clube argentino. Na visão do time paulista, eles não têm culpa da decisão da Conmebol.

"Entendemos e compartilhamos o nojo com bastidores, tribunais e manobras jurídicas. Mas, mais do que tudo, pedimos aos santistas que lotarão hoje o Pacaembu paz e respeito aos torcedores e jogadores adversários. Eles são parte da festa e do esporte, não são eles os responsáveis por esta vergonha, virão jogar e torcer como nós. Façamos nossa parte que é a festa do futebol e não guerra".

Com a decisão da Conmebol, o Santos precisa de um desempenho similar ao do passado, já que o placar de 0 a 0 na partida de ida foi alterado para 3 a 0 para o Independiente. O clube brasileiro precisará de uma vitória por quatro gols de diferença para avançar às quartas de final da Libertadores. Caso vença por 3 a 0, a decisão vai para os pênaltis.

Futebol