PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca defende decisão do árbitro e lamenta "falta de respeito" em julgamento

Ale Cabral/AGIF
Imagem: Ale Cabral/AGIF

Do UOL, em São Paulo

28/08/2018 22h18

Cuca acredita que o árbitro Julio Bascuñan acertou ao encerrar a partida desta terça-feira (28) antes do fim do tempo regulamentar, mas deixou claro o que pensa sobre como foi conduzido o julgamento no qual o Santos foi punido.

Clique aqui e veja os melhores momentos da partida

"Acabou, o Victor [Ferraz] queria que o jogo fosse até o fim. Já vimos aqui o alambrado ir abaixo e não podíamos deixar isso acontecer. Ele foi acertadíssimo em acabar o jogo. (...) O juiz fez certinho em acabar o jogo, o adversário não tem nada a ver com o que aconteceu, parabéns", disse durante entrevista coletiva.

O clube paulista foi punido pela escalação irregular de Carlos Sánchez, que foi liberado para jogar nesta noite e teve boa atuação. Como a punição da Conmebol deu três gols de vantagem ao Independiente-ARG, o empate por 0 a 0 nesta terça-feira não foi suficiente para manter o Santos na Copa Libertadores 2018.

O treinador se envolveu em parte da confusão após a partida, ao correr até um policial militar e defender um torcedor santista que havia invadido o gramado do Pacaembu. Ele acredita que a maneira como o julgamento foi conduzido pela Conmebol acabou expondo o emocional de sua equipe.

"É falta de respeito com os profissionais que estão aqui. Se tivessem noticiado ontem, a gente iria trabalhar um pouco melhor a cabeça deles. Mesmo precisando fazer três, colocamos um time um pouco exposto", lamentou.

Futebol