PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conmebol desmente rumores sobre adiamento das oitavas da Libertadores

Possibilidade de suspensão de jogos havia sido veiculada pela imprensa argentina - Reprodução
Possibilidade de suspensão de jogos havia sido veiculada pela imprensa argentina Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

26/08/2018 23h36

A Conmebol divulgou comunicado nas redes sociais na noite deste domingo (26) para desmentir os rumores de que poderia remarcar os jogos das oitavas de final da Copa Libertadores da América de 2018.

No Twitter, a direção de competições da entidade máxima do futebol sul-americano afirmou que “não há alterações na programação da Libertadores” e que “todas as partidas programadas” serão realizadas conforme anunciado.

A mensagem responde a informações divulgadas também na noite deste domingo pela imprensa argentina, segundo as quais o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) poderia suspender as oitavas de final da Copa Libertadores da América de 2018 até uma data a ser definida.

De acordo com os canais ESPN e TyC no país, dirigentes do Boca Juniors foram comunicados pela Conmebol a respeito de um encontro do TAS nesta segunda-feira. A pauta da reunião seria a remarcação dos duelos da Libertadores.

O motivo, segundo informado, era a indefinição a respeito do confronto entre River Plate e Racing, ambos da Argentina. O time de Buenos Aires teria utilizado o meio-campista Bruno Zuculini de maneira irregular no torneio – o jogador contabilizaria partidas de suspensão a cumprir por um cartão vermelho recebido em 2013, quando ainda defendia o próprio Racing, na Copa Sul-Americana.

A Conmebol chegou a ser consultada pelo River a respeito da situação do jogador no início da Libertadores, dando sinal verde para sua utilização. Depois, alegou erro administrativo, mas afirmou que o time não seria punido já que nenhuma queixa foi apresentada por adversários no período.

A situação é semelhante à de Carlos Sánchez, meio-campista do Santos que teria atuado irregularmente diante do Independiente em jogo das oitavas de final. E, de quebra, nem é a única pendência do River Plate no torneio: o clube foi punido pelo atraso na entrada a campo dos jogadores na partida do dia 9 de agosto contra o Racing, em Avellaneda. Assim, além de uma multa a ser paga pela equipe, o técnico Marcelo Gallardo foi suspenso para o jogo de volta, no estádio Monumental de Núñez.

De acordo com a imprensa argentina, o Racing pediu à Conmebol a eliminação do River Plate na Libertadores de 2018. Segundo a TyC Sports, o secretário-geral do Boca Juniors, Cristian Gribaudo, afirmou que “chegaram algumas mensagens, mas não sabemos (o conteúdo)”.

Segundo apurou o UOL Esporte, por ser uma corte de arbitragem, o TAS não pode atuar no caso se nenhuma parte interessada recorrer.

Racing e River se enfrentaram em 9 de agosto e empataram: 0 a 0. O jogo de volta está marcado para 29 de agosto. Quem avançar enfrenta justamente o classificado de Independiente x Santos. Na Argentina, os times também ficaram no empate sem gols. O Independiente tenta cassar o jogo de ida, o que lhe garantiria uma vitória por 3 a 0.

Futebol