PUBLICIDADE
Topo

Futebol

PM muda versão, mas mantém que briga teve a ver com repórter; Sportv nega

Segundo Gepe, "Cartolouco" teve colete furtado por torcida do Racing em São Januário - reprodução/SporTV
Segundo Gepe, 'Cartolouco' teve colete furtado por torcida do Racing em São Januário Imagem: reprodução/SporTV

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/04/2018 15h50

Um dia após a confusão na torcida do Racing (ARG), em São Januário, no empate entre o Vasco e o time argentino por 1 a 1, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) mudou a sua versão sobre a confusão. Na noite de quinta, a corporação dizia que Lucas Strabko, repórter do Sportv conhecido como "Cartolouco", trabalhava no meio da torcida visitante quando sofreu uma tentativa de furto de seu colete de trabalho, o que teria iniciado o tumulto. 

Em contato com o UOL Esporte nesta sexta-feira, o comandante do Gepe, tenente-coronel Silvio Luis, alegou que, na verdade, Strabko teria deixado o colete cair no chão e um argentino o pegou e vestiu."Na verdade, ocorreu um mal-entendido. O repórter deixou o colete cair no chão e um torcedor do Racing o pegou. Um segurança particular, sem avisar ao policiamento, foi até o torcedor para recuperar o colete e a confusão foi formada, mas a situação foi resolvida e ninguém foi preso", declarou.

A versão contraria aquela apresentada por Lucas e o Sportv. Ainda no estádio o repórter postou em seu Instagram dizendo que estava bem e que a confusão não teria sido com ele. Nesta sexta, por meio de nota oficial enviada à reportagem, o canal também se posicionou, contrariando a versão da PM.

“Não é verdade que o repórter Lucas Strabko tenha provocado ou se envolvido em qualquer confusão durante o jogo dessa quinta-feira entre Vasco x Racing, nem que tenham tentado roubar o seu colete de imprensa. Ele apenas estava trabalhando na arquibancada, próximo ao local onde a confusão entre os torcedores aconteceu, e se retirou assim que percebeu a movimentação", disse o Sportv. 

Na confusão, argentinos chegaram a entrar em confronto com policiais e a partida foi interrompida. Jogadores do Racing foram até o local e pediram calma aos torcedores, e a partir daí a situação foi contornada. Logo após o incidente, o "Cartolouco" deixou a arquibancada do Racing e dois torcedores foram até ele pedir desculpas. Na ocasião, o repórter estava cercado por seguranças do estádio.

Futebol