PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Meia do Vasco se desculpa por dizer que "argentino só faz m..." após empate

Thiago Galhardo em ação durante jogo do Vasco contra o Racing - Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Thiago Galhardo em ação durante jogo do Vasco contra o Racing Imagem: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Do UOL, em São Paulo

27/04/2018 14h23

Um dia depois de reagir às ofensas racistas da torcida do Racing dizendo que "argentino só faz m...", Thiago Galhardo, meia do Vasco, pediu desculpas. O jogador brasileiro admitiu que errou na generalização e afirmou que pretendia se referir apenas aos autores das ofensas.

Durante entrevista ao SporTV, Galhardo primeiro negou que tenha derrapado em sua declaração e manteve a posição forte contra os atos racistas de torcedores argentinos, que imitaram macacos para os vascaínos durante o jogo de ida.

"Não dei derrapada nenhuma. Quero retificar isso. Como falei, parabenizo o time pela campanha que está fazendo, pelos jogadores que tem, mas eu não posso deixar de parabenizar a nossa torcida, nós brasileiros, porque a gente é um povo super acolhedor. Tem as brigas que nós temos aqui, da rivalidade, nós sabemos disso, mas a gente sempre recebe bem. E jamais, cara, século 21, a gente ter uma injúria racial, os caras jogarem casca de banana na nossa torcida hoje, agora, ontem no jogo, isso a gente não pode aceitar", disse Galhardo.

Depois, questionado novamente sobre o conteúdo de sua declaração, o meia afirmou que errou ao generalizar e disse que queria referir-se apenas à torcida do Racing.

"O que eu quero ratificar é que ontem, quis dizer da torcida do Racing, e eu acabei falando de todos os argentinos. Eu jogo com dois argentinos, dos quais eu gosto mundo, que é o Andrés Ríos e o Desábato. Me dou super bem. Inclusive ontem, depois que eu vi a repercussão que tomou o que eu disse, mandei mensagem para eles pedindo desculpas e explicando para eles a situação. Na verdade, a hora que eu disse eu quis dizer a torcida do Racing em si. Não tiro um 'a' do que eu falei da torcida, mas pelo desculpas pelo que falei de todos os argentinos", explicou.

Futebol