PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogadores do Fla se revoltam com jogo encerrado antes do gol de Geuvânio

O Flamengo teve uma atuação ruim no empate por 0 a 0 com o Santa Fe-COL - AP Photo/Fernando Vergara
O Flamengo teve uma atuação ruim no empate por 0 a 0 com o Santa Fe-COL Imagem: AP Photo/Fernando Vergara

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/04/2018 00h08

O último lance do empate por 0 a 0 com o Santa Fe, nesta quarta-feira (25), revoltou os jogadores do Flamengo. Aos 50min do segundo tempo, Geuvânio fez o gol após roubada de bola. O problema é que o árbitro uruguaio Daniel Fedorczuk encerrou a partida neste momento. Ele também deixou de dar um pênalti para o Santa Fe em toque de mão dentro da área do atacante Henrique Dourado. Assista aos melhores momentos da partida.

“Isso é brincadeira. Só contra o Flamengo que acontecem essas coisas. Está assim desde o primeiro jogo. É bola na mão, pênalti contra o Emelec. Mesmo que estivesse acabando, não pode acabar o jogo em uma situação assim”, desabafou Geuvânio.

Para o capitão Réver, o empate não ficou de bom tamanho. Ele foi mais um a reclamar da atuação do árbitro uruguaio.

“Não viemos para fazer um ponto. Viemos para buscar a vitória para classificar no jogo em casa. Aí, tem um lance duvidoso como esse e atrapalha tudo. Temos jogado bem fora, tivemos chance de vencer, e agora é fazer o dever de casa”, encerrou.

O Flamengo tem uma situação delicada pela frente, mas que até pode resultar em classificação antecipada por conta de outros resultados. O certo é que a vitória sobre o Emelec-EQU, dia 16 de maio, no Maracanã, é obrigatória para os planos do clube.

Futebol