PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Libertadores põe estreante Carille e projeto de time mais velho em foco

Carille fará primeiro jogo da carreira como treinador na Libertadores - Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Carille fará primeiro jogo da carreira como treinador na Libertadores Imagem: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

28/02/2018 04h00

Depois de uma temporada de estreia absolutamente vitoriosa, com os títulos do Paulista e do Brasileiro, Fábio Carille chega com o Corinthians à Copa Libertadores para afirmar um novo projeto de equipe e também reafirmar o próprio trabalho. Essa jornada tem início nesta quarta-feira, em visita ao Millonarios-COL, e marca a estreia do treinador de 44 anos na competição. 

Auxiliar técnico nas seis edições disputadas pelo Corinthians na década, inclusive no título de 2012, Carille agora está à frente e participou da idealização da equipe que leva à Colômbia. Neste ano, cumpriu aquilo que idealizava durante o segundo semestre do ano passado: a montagem de um time com menos pratas da casa e mais jogadores experientes. 

Jovens foram liberados, e nomes com idade mais avançada foram contratados. Casos de Emerson, 39 anos, Ralf, 33 anos, Júnior Dutra, 29 anos e Renê Júnior, 28 anos. Com aval do treinador, o Corinthians ainda optou pela renovação com Danilo, que aos 38 anos recuperou minutos perdidos na temporada e integra a relação de inscritos na Libertadores. 

No campo das apostas para o Corinthians que precisou se refazer para 2018, Juninho Capixaba foi a principal. Só que, adquirido por cerca de R$ 6 milhões, o lateral de 20 anos não conseguiu jogar regularmente e já perdeu espaço. Nos últimos dias da janela, Carille aprovou a contratação do lateral Sidcley, do Atlético-PR e quatro anos mais velho - ele jogou a edição passada da Libertadores. Nesta quarta, a posição fica com o garoto Maycon, que apesar de apenas 20 anos oferece segurança desde a temporada passada. 

Se na montagem da equipe de 2018 Carille atua com certo pragmatismo, o que é um aspecto importante de seu trabalho, internamente ele tem razões para tal. Com um novo diretor de futebol [Duílio Monteiro Alves] e um novo presidente [Andrés Sanchez], o treinador tem manifestado certa insegurança em relação ao mandatário, que por sua vez ainda não tem totais convicções sobre Fábio. Mesmo assim, publicamente, Sanchez já afirmou que ele será o treinador durante todo o mandato de três anos. 

Um item importante na relação de confiança que ambos tentam construir é a chegada de jogadores. Nem todos os adquiridos para 2018 passaram pelo crivo do treinador, especificamente o zagueiro Marllon e o jovem atacante Matheus Mathias, que foram inscritos na Libertadores ainda assim. O desempenho na competição será fundamental para o treinador trabalhar com tranquilidade e manter a equipe nos trilhos por mais um ano. A vitória sobre o Palmeiras no último sábado foi nova demonstração de força de Fábio, que fez mudanças importantes e teve influência direta no 2 a 0. 

Para a estreia, o treinador optou por manter uma escalação semelhante à que venceu o Palmeiras. Sem Rodriguinho, suspenso, abdicou da experiência de Júnior Dutra, que sofre com a falta de gols desde que chegou, para repetir o desenho do clássico. Mateus Vital, adquirido por R$ 8 milhões do Vasco e meia de origem, ocupará o setor central do ataque próximo a Jadson, Clayson e Romero. 

FICHA TÉCNICA

MILLONARIOS x CORINTHIANS
Data e hora: 28/02/2018 (Quarta-feira), às 21h45 (Brasília)
Local: estádio Nemesio Camacho (El Campín), em Bogotá (Colômbia)
Árbitro: Roddy Zambrano Olmedo (Equador)
Auxiliares: Christian Lescano e Edwin Bravo (ambos Equador)

MILLONARIOS: Fariñez; Jair Palacios, Matías de los Santos, Andrés Cadavid e Felipe Banguero; John Duque, e Juan Guillermo Domínguez; David Silva e Santiago Montoya; Ayron del Valle y Roberto Ovelar. 
Treinador: Hugo Gottardi. 

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel e Renê Júnior; Romero, Jadson, Mateus Vital e Clayson.
Treinador: Fábio Carille. 

Futebol