PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Luan pinta cabelo de azul e provoca: "Grêmio é campeão, Sasha é um c.."

Craque da Libertadores, Luan pintou o cabelo de azul para comemorar - Reprodução/Sportv
Craque da Libertadores, Luan pintou o cabelo de azul para comemorar Imagem: Reprodução/Sportv

Do UOL, em São Paulo

29/11/2017 23h55

O meia-atacante Luan foi só descontração após o apito final do jogo entre Lanús e Grêmio, na noite desta quarta-feira (29), que deu o título da Libertadores à equipe gaúcha após vitória por 2 a 1 fora de casa. Autor de um golaço na partida, o camisa 7 prometeu muita comemoração, pintou o cabelo de azul e voltou a provocar o amigo Sasha, do rival Internacional.

Veja os melhores momentos da partida

 

"Tá ao vivo? Tá ao vivo?", perguntou Luan ao ser entrevistado pelo SporTV. Ao receber a confirmação, o jogador disparou com direito a palavrão: "Quero dizer que o papai tá aqui, viu? Papai é campeão da América. O Grêmio é campeão, e o Sasha é um c...".

Luan já havia feito a mesma provocação a Sasha após o Grêmio ter conquistado a Copa do Brasil, no final do ano passado. Foi uma resposta à comemoração de Sasha na final do Campeonato Gaúcho de 2016, quando o colorado fez gol na decisão contra o Juventude e comemorou gritando "Aqui não é Grêmio, c...", além de dançar com a bandeirinha de escanteio - simulando uma valsa pelos 15 anos sem títulos nacionais do Grêmio.

Outro jogador que foi alvo das respostas de Luan foi o meia Thiago Neves, do Cruzeiro, que disse "Chupa, Grêmio" após a semifinal da Copa do Brasil deste ano, em que o time mineiro eliminou o gaúcho nos pênaltis. Em vídeo no Instagram do humorista Fred, do canal Desimpedidos, o atleta gremista soltou: "Aqui é o Luan do Grêmio, melhor jogador da Libertadores, e queria falar: chupa, Thiago Neves, seu c...".

Luan, que trouxe o spray de casa para pintar o cabelo de azul, também falou sobre a possibilidade que teve de trocar o Grêmio pelo Spartak Moscou em agosto.

"No meio do ano, eu optei por não ir para a Rússia, porque eu tinha total confiança no nosso grupo. Pelo momento que a gente estava vivendo e pelos anos que a gente vinha fazendo. Pude coroar esse ano com o título, mas mesmo se não ganhasse eu não me arrependeria de nada. Todos se entregaram do início ao fim. Nada melhor que coroar com o campeonato. É uma sensação inexplicável para mim neste momento", disse.

Vice-artilheiro da Libertadores com oito gols, Luan também foi eleito o melhor jogador da competição em premiação da Conmebol. Já o prêmio de melhor treinador foi para Renato Gaúcho.

Futebol