PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

TJD prepara denúncia e indica punições a Flu e Abad: "sanguinário"

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/02/2019 10h24

A confusão que marcou a decisão entre Fluminense e Vasco ainda vai render dor de cabeça nos tribunais, especialmente aos tricolores.

Em contato com a reportagem do UOL Esporte, André Valentim, procurador-geral do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), afirmou que já está aprontando uma denúncia (classificada por ele como "salgada"). Ele não quis entrar em detalhes sobre quais artigos serão adotados, mas deixou evidente que o presidente Pedro Abad e o Flu podem esperar por medidas pesadas.

"O Pedro Abad chamou a torcida para guerra, isso foi sanguinário. A denúncia será em cima de quem deu asa a essa confusão", afirmou o procurador.

Se deixou claro que o dirigente tricolor será implicado na denúncia, o procurador-geral isentou o presidente vascaíno Alexandre Campello de qualquer responsabilidade, ainda que o clube tenha incentivado a ida de seus torcedores em meio à incerteza sobre se os portões seriam abertos:

"O Campello teve uma postura perfeita, protegeu os torcedores dele".

A confusão na decisão teve origem na ocupação do Setor Sul do Maracanã. Por contrato, o Tricolor garante ter a prerrogativa de ocupar este espaço. Mandante do clássico, o Vasco alega que a concessionária Maracanã S.A autorizou a comercialização desta faixa do estádio para os cruz-maltinos.

Fluminense