PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por temer atrasos, Sevilla sonha com venda na Europa e trava Ganso no Flu

Sevilla quer esperar até o fim da janela para vender Ganso antes de emprestá-lo ao Fluminense - Friedemann Vogel/Getty Images
Sevilla quer esperar até o fim da janela para vender Ganso antes de emprestá-lo ao Fluminense Imagem: Friedemann Vogel/Getty Images

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/01/2019 04h00

O Fluminense ainda sonha com Paulo Henrique Ganso. A situação, no entanto, não é nada fácil. Isso porque a questão salarial travou a negociação do clube com o Sevilla. Os espanhóis temem atrasos por parte do Tricolor no pagamento ao atleta, o que poderia acarretar novos problemas no futuro. Por conta disso, a ordem é esperar até 31 de janeiro, data limite da janela de transferências de inverno europeia. 

Ganso ganha aproximadamente R$ 1 milhão na Europa. Seu salário é dividido em cerca de R$ 500 mil pagos pelo Sevilla e a outra metade paga pelo Amiens, da França. O apoiador tem contrato de empréstimo com os franceses até o meio do ano, mas está fora dos planos. 

O Fluminense já avisou que não tem condições de arcar com os R$ 500 mil pagos pelo Amiens, o que complica a negociação. O Tricolor colocou as cartas na mesa e pretende pagar no máximo R$ 250 mil. O Sevilla, então, disse que por esse valor só haveria negócio se os franceses rescindissem o contrato, o que geraria uma multa.

Com essa multa, o Sevilla teria recuperado parte do valor e poderia, portanto, aceitar a proposta salarial ofertada pelo Fluminense. Mas há ainda um problema maior em todo o caso.

Leia mais

É que o objetivo inicial dos espanhóis é arrumar uma venda nos acréscimos do segundo tempo no mercado europeu. A missão parece improvável já que não houve nenhuma sondagem nesse sentido até o momento. 

Além disso, os frequentes salários atrasados no Fluminense não ajudam na vontade do Sevilla de negociar com o clube das Laranjeiras. Mesmo com a má fama o negócio poderá sair se não houver nenhuma situação melhor até o fechamento da janela.

Interessado em contar com Ganso, o time decidiu dar o tempo necessário ao Sevilla. O apoiador é visto como fundamental nas Laranjeiras.

À espera de Ganso, Flu estreia no Carioca

Enquanto não tem Ganso, o técnico Fernando Diniz terá outros problemas para escalar a equipe. Ele contava com as estreias de Ezequiel, Bruno Silva e Yoni González para serem titulares, mas os jogadores não foram inscritos a tempo e deixaram o treinador em situação delicada para a partida contra o Volta Redonda, neste sábado, às 19h (horário de Brasília), no Maracanã.

Além do trio, o Fluminense também não conseguiu registrar a tempo os atletas Nathan Ribeiro, Marlon, Luiz Fernando, Caio Henrique e Mateus Gonçalves. Soma-se a isso as saídas de Julio César, Gum, Ayrton Lucas, Richard e Sornoza e o que se verá em campo é um time completamente diferente da ultima temporada.

Jogadores como Rodolfo, Ibañez, Airton e Daniel já são bem conhecidos da torcida do Fluminense e agora assume uma nova função. Se antes frequentavam o banco de reservas, agora iniciam a temporada como titulares.

FLUMINENSE X VOLTA REDONDA

Data e hora: 19/01/2019, às 19h (horário de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Daniel de Oliveira Alves Pereira

Fluminense
Rodolfo, Ezequiel, Ibañez, Digão e Mascarenhas; Airton, Dodi e Daniel; Everaldo, Luciano e Calazans
Técnico: Fernando Diniz

Volta Redonda
D. Borges; Luis Gustavo, Daniel Felipe, Heitr e Luiz Paulo; Bruno Barra, Marceu e Bileu; Douglas Lima, Wandinho e João Carlos (Renan Gorne)
Técnico: Toninho Andrade

Relembre reencontro entre Ganso e Neymar no pôquer

UOL Esporte

Futebol