PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Torcedores do Fla quebram sete cadeiras do Engenhão; diretoria repudia ato

A torcida do Flamengo compareceu em número reduzido ao Nilton Santos (Engenhão) - Vitor Silva/SSPress/Botafogo
A torcida do Flamengo compareceu em número reduzido ao Nilton Santos (Engenhão) Imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/02/2018 16h09

O Flamengo divulgou na tarde desta quinta-feira (22) que sete cadeiras do estádio Nilton Santos (Engenhão) foram quebradas por torcedores durante a goleada sobre o Madureira - 4 a 0. A diretoria repudiou os atos de vandalismo e assumiu os custos do prejuízo - cerca de R$ 1.500.

Apesar disso, o número foi considerado baixo por Flamengo e Botafogo. Para efeito de comparação, pelo menos 200 cadeiras são danificadas por jogo no Maracanã. 

O Rubro-negro volta ao estádio na próxima quarta-feira (28) para enfrentar o River Plate-ARG pela estreia da Copa Libertadores. O compromisso, no entanto, será realizado com portões fechados em virtude da pena aplicada pela Conmebol aos cariocas.

Veja a nota divulgada pelo Flamengo

Após vistoria realizada na manhã desta quinta-feira, em conjunto com representantes do Botafogo, foi identificado que sete cadeiras do estádio Nilton Santos foram quebradas durante o jogo contra o Madureira, na noite desta quarta-feira.

Como mandante da partida, o Flamengo arcará com os prejuízos e condena a atitude dos indivíduos que causaram problemas ao Botafogo e ao próprio Flamengo.

Atos impensados podem provocar punições ao clube, prejudicar a performance esportiva do Flamengo, afastar o torcedor de sua maior paixão e o clube de seu maior patrimônio.

Futebol