PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Dono" da Taça GB, Fla joga por título que pouco adianta no Carioca

Henrique Dourado é a esperança de gols do Flamengo na final da Taça Guanabara - Andre Mourao/FotoFC
Henrique Dourado é a esperança de gols do Flamengo na final da Taça Guanabara Imagem: Andre Mourao/FotoFC

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/02/2018 04h00

O Flamengo decide neste domingo (18), às 17h (de Brasília), a Taça Guanabara. O estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), receberá o duelo contra o Boavista, que pode dar ao Rubro-negro a sua 21ª conquista. Maior vencedor da competição com sobras - o Vasco tem 12 triunfos -, o clube da Gávea entra como favorito, mas em uma situação bem diferente da que se acostumou no primeiro turno do Campeonato Carioca.

O mando de campo da equipe da Região dos Lagos, mas não há vantagem em campo e em, caso de empate, haverá decisão de pênaltis. Mas, assim como no ano passado e ao contrário das edições anteriores, a conquista da Taça Guanabara vale apenas uma vaga na semifinal do Campeonato Estadual. O posto na finalíssima não existe no regulamento atual.

Na prática, levantar o título da Taça Guanabara pouco acrescenta. Até mesmo o prestígio de outrora não existe mais. Para o Flamengo, no entanto, seria importante dar ritmo aos jogadores menos utilizados e aproveitar as categorias de base na Taça Rio.

Até mesmo a utilização do goleiro Júlio César em alguns jogos do segundo turno passa pelo triunfo esperado. Com o que tem de melhor disponível, o Flamengo joga para evitar as surpresas do Boavista e levantar a taça mesmo diante da insatisfação com o regulamento.

“Não tem favorito e me preocupo com o Flamengo. Precisamos impor o nosso jogo. Se conseguiremos sobre o Boavista, saberemos apenas depois da partida. Sai do 0 a 0”, afirmou o técnico Paulo César Carpegiani.

“Não existe vantagem até o final da competição. Por incrível que pareça. Não adianta nada ser campeão de um turno ou de outro. Fico surpreso com essa situação difícil de entender, principalmente por chegar agora”, encerrou o comandante.

FLAMENGO X BOAVISTA

Local: Kleber Andrade, em Cariacica (ES)
Data/Horário: 18/2/2018, às 17h
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Silbert Faria Sisquim

Flamengo
César, Pará, Rhodolfo, Réver e René; Cuéllar, Diego e Lucas Paquetá; Éverton, Éverton Ribeiro e Henrique Dourado
Técnico: Paulo César Carpegiani

Boavista
Rafael, Thiaguinho, Gustavo Geladeira, Kadu Fernandes e Júlio César; William Maranhão, Douglas Pedroso, Fellype Gabriel (Erick Flores) e Lucas; Cláudio Maradona e Caio Cézar.
Técnico: Eduardo Allax.

Futebol