PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Flamengo e Boavista decidiram Taça GB em momento mágico para Ronaldinho

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/02/2018 04h00

Flamengo x Boavista é uma final incomum, mas não inédita na história do Campeonato Carioca. Em 27 de fevereiro de 2011, os clubes decidiram a Taça Guanabara no jogo que marcou o primeiro grande momento de Ronaldinho Gaúcho com a camisa rubro-negra.

Há quase sete anos, o "Bonde do Mengão Sem Freio" sacudiu as arquibancadas do Engenhão. No final daquele Campeonato Estadual, o elenco comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo sagrou-se campeão invicto.

Mas no jogo em questão contra o Boavista, Ronaldinho foi o destaque. Pouco tempo depois de estrear vestindo vermelho e preto, o camisa 10 já havia anotado gols, mas faltava brilhar nos gramados brasileiros.

E o estrelato veio com um belíssimo gol de falta aos 26min do segundo tempo. A cobrança foi perfeita. Tão certeira que Ronaldinho saiu para comemorar assim que tocou na bola. Na época, a Taça Guanabara valia bem mais do que atualmente e os rubro-negros emendaram as comemorações na madrugada.

A partir daquele momento, Ronaldinho Gaúcho caiu de vez nas graças da torcida e teve outros momentos de brilho até deixar o clube e acioná-lo na Justiça. No ano passado, a dívida de R$ 17 milhões foi quitada e as partes encerram uma relação tumultuada.

No próximo domingo (18), apenas um remanescente daquela final estará no gramado em mais uma decisão de Taça Guanabara. Trata-se do zagueiro Gustavo Geladeira, que defende o Boavista, assim como em 2011. Ele chegou a passar pelo Flamengo, mas sem nenhum destaque. Para o clube da Região dos Lagos, o momento é de desfrutar do segundo capítulo de maior destaque dos quase 14 anos de fundação.

Futebol