PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians

Racing pega Corinthians com desfalques, pressão e polêmica de Centurión

Centurión em ação pelo Racing no duelo com o River Plate, no último domingo, pelo Argentino - Alejandro Pagni/AFP
Centurión em ação pelo Racing no duelo com o River Plate, no último domingo, pelo Argentino Imagem: Alejandro Pagni/AFP

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

14/02/2019 04h00

O Racing Club vem ao Brasil nesta semana sob o rótulo de líder do Campeonato Argentino e em momento bem melhor do que o Corinthians, rival desta quinta-feira (14) na Copa Sul-Americana. Os argentinos, no entanto, acumulam desfalques na zaga, vivem polêmica em torno de Ricardo Centurión e estão sob pressão após derrota em clássico.

A intenção original do técnico Eduardo Coudet era usar uma equipe mista na visita à Arena Corinthians, mas os desfalques colocam este plano em xeque. Três defensores são baixas: Rodrigo Schlegel e Lucas Orban (lesionados), e Alexis Soto (suspenso). O primeiro é pouco utilizado, mas os dois últimos certamente estariam em uma formação alternativa.

Frente às ausências, é praticamente certo que todos na zaga tenham mais de 30 anos. O ex-santista Mena faz a lateral esquerda; Pillud aparece do outro lado; e o miolo da defesa é responsabilidade de Sigali e Donatti. A formação defensiva é quase idêntica à que sofreu muito com a velocidade do River Plate e perdeu o clássico do último domingo por 2 a 0.

O revés, aliás, ligou o alerta no clube de Avellaneda. O duelo contra o Corinthians ocorre justamente no momento em que o Campeonato Argentino fica mais acirrado. O favoritismo do Racing pelo título encolheu, e agora o time divide a liderança com o Defensa y Justicia. A fase continua ótima, com apenas duas derrotas nos últimos 15 jogos, mas a tensão da disputa aumentou muito. É daí que surge a hipótese de poupar alguns titulares no confronto em Itaquera.

No extracampo, o clube está sob holofotes devido a um ato de indisciplina de Ricardo Centurión. O ex-atacante do São Paulo veste a camisa 10 do Racing e tem certo moral por lá, mas no domingo deu péssimo exemplo ao empurrar o treinador durante o clássico. Ele não gostou de entrar em campo na metade do segundo tempo, quando o River já vencia por dois gols de diferença. Irritado, ignorou instruções de Coudet e o afastou com o braço enquanto o treinador lhe dirigia a palavra.

Ele até entrou na partida, mas também foi mal demais. O empurrão resultou no afastamento de Centurión da equipe principal. O jogador já desfalcaria o Racing contra o Corinthians devido a uma suspensão referente à Libertadores de 2018, e agora também fica longe do elenco por tempo indeterminado e passa a treinar com o time B.

Corinthians e Racing entram no gramado da Arena às 21h30 (de Brasília) desta quinta-feira, em duelo que marca a estreia de ambos na Copa Sul-Americana de 2019. O jogo de volta é no próximo dia 27, em Avellaneda, e o sobrevivente avança à segunda fase.

Corinthians