PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético-PR encontra em Raphael Veiga o maestro por sonho sul-americano

Veiga é um dos destaques do Atlético na Copa Sul-Americana - Gabriel Machado/AGIF
Veiga é um dos destaques do Atlético na Copa Sul-Americana Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

31/10/2018 08h00

O meia Raphael Veiga pode ser considerado um símbolo da virada do Atlético-PR em 2018. Resgatado pelo técnico Tiago Nunes após perder espaço com Fernando Diniz, o jogador, revelado pelo Coritiba e emprestado ao Furacão pelo Palmeiras, encontrou na camisa rubro-negra a melhor fase da carreira. Dos pés dele saíram 33% dos gols atleticano na Copa Sul-Americana, número similar ao do desempenho no Brasileirão. Contra o Bahia, nesta quarta-feira (31) na Arena da Baixada, Veiga pode ajudar o Furacão a chegar pela terceira vez na história a uma semifinal continental.

Já são 38 jogos, com 8 gols e seis assistências pelo Atlético. Na primeira metade, desencontros com o então treinador Fernando Diniz o fizeram perder espaço. Veiga chegou a atuar improvisado na lateral direita. Em 20 jogos com o ex-técnico, nenhum gol marcado e reclamações constantes. Uma delas repercute até hoje nos bastidores do CT do Caju: Diniz o repreendeu após a derrota para o Atlético-MG e ele respondeu, pedindo respeito. A dura discussão deixou o clima tenso. Veiga passou a figurar no banco e até entrar com menos de um minuto para o fim do jogo, como no 0 a 0 com o Paraná.

Nunes assumiu a equipe e fixou Veiga no meio campo. O jogador reencontrou espaço e passou a ser decisivo. A partir dos 4 a 0 sobre o Vitoria, Raphael Veiga só deixou o time nos jogos em que teve de cumprir suspensão ou, como contra o Botafogo na última rodada do Brasileirão, foi poupado pensando na decisão contra o Bahia. São seis gols em 18 jogos com Nunes, dois deles no jogo de ida contra o Caracas-VEN, na fase anterior do torneio continental.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR X BAHIA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Motivo: Quartas de final da Copa Sul-Americana – jogo de volta
Data: Quarta-feira, 31 de outubro de 2018
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Diego Haro (PER)
Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Coty Carrera (PER)
VAR: Jesús Valenzuela, Alexis Herrera e Juan Belatti (VEN)

ATLÉTICO-PR

Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho Gonzalez e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes.

BAHIA

Douglas; Nino, Jackson, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Nilton, Zé Rafael e Ramires; Edigar Junio e Elber.
Técnico: Enderson Moreira.

Futebol