PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Foi pouco? Renato Gaúcho diz que vitória do Grêmio poderia ter sido maior

Do UOL, em Porto Alegre

25/04/2018 21h58

No segundo tempo, com o placar já formado diante do Goiás nesta quarta-feira (25), o técnico Renato Gaúcho preparou uma substituição. Precisava sacar Kannemann, que ainda sentia-se tonto depois de um choque de cabeça com Cortez, e colocaria outro atleta. Mas em vez de proteger a margem de dois gols fora de casa colocou André e tratou de atacar. Depois da vitória por 2 a 0, o comandante explicou que o placar poderia ser ainda mais largo.

"O Kannemann estava um pouco tonto, mas a ideia ali era colocar um atacante para conseguir o terceiro gol, que nos daria uma tranquilidade ainda maior. Nós tínhamos um homem a mais, coloquei atacantes, criamos jogadas, mas nos precipitamos. Precisávamos ter tranquilidade para jogar, principalmente pelos lados. Mas está bom, conseguimos uma vantagem", afirmou Portaluppi.

Em seguida, Renato poderia desfazer a ofensividade quando sacou Jael. Mas em vez de adotar cautela, seguiu com sua equipe em cima do adversário e promoveu oportunidade a Thonny Anderson. Não houve mais gols e mesmo assim a vantagem construída foi boa.

"Fico satisfeito porque é sempre muito difícil jogar aqui (Serra Dourada). Mas, sem dúvida alguma, merecíamos um placar maior. Poderia ter sido mais. Antes mesmo da expulsão. Fizemos dois gols no segundo tempo, mas criamos outras tantas chances. O Grêmio sempre cria, sempre faz gols, então é sempre muito difícil aqui. O Grêmio poderia ter garantido a classificação. É complicado, mas tudo bem", opinou.

No duelo de volta, em Porto Alegre, o Grêmio pode até perder por um gol de diferença que avança na Copa do Brasil. Por óbvio, empate e vitória também levam o time azul às quartas. Já ao Goiás cabe vencer por três ou mais de vantagem ou levar a decisão por pênaltis vencendo por margem de dois.

"Jogando fora de casa, 2 a 0 é um bom resultado, mas não tem nada definido. Queríamos uma vantagem e pela sequência de jogos, quando mais facilidades fossem para casa era melhor. Não tem nada decidido, temos que respeitar o adversário, mas conseguimos um bom resultados", finalizou o técnico gremista.

Futebol