PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Delegação do Atlético-MG é recebida com protestos da torcida na volta a BH

Confusão só não foi maior no desembarque do Atlético-MG pela presença da polícia - Arquivo Pessoal/José Rayner
Confusão só não foi maior no desembarque do Atlético-MG pela presença da polícia Imagem: Arquivo Pessoal/José Rayner

Do UOL, em Belo Horizonte

19/04/2018 20h42

Apesar da classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, a torcida do Atlético-MG não está nada satisfeita com o rendimento do time na temporada. Após o empate em 2 a 2 com o Ferroviário, no Castelão, em Fortaleza, a delegação atleticana chegou nesta quinta-feira à noite em Belo Horizonte e foi recebida com protestos de alguns torcedores, que foram até o Aeroporto Internacional Tancredo Neves.

Sob os gritos de “joga por amor ou joga por terror”, os jogadores passaram pelo saguão do aeroporto escolados pela polícia e pelos seguranças do clube. Para facilitar a logística, os atletas foram divididos em três grupos. No terceiro deles, em que estavam dirigentes e alguns membros da comissão técnica, a saída aconteceu por outro portão, evitando contato com os torcedores.

Como alguns torcedores estavam mais exaltados, a polícia militar precisou usar cassetetes e sprays de pimenta para proteger os jogadores do Galo. Essa última ação, no entanto, acabou atingindo alguns jogadores e causou transtornos no aeroporto. Assim como alguns atletas, muitos usuários do terminal foram afetados pelo spray de pimenta e algumas lojas do local foram fechadas.

A bronca da torcida cresceu bastante após a derrota para o Vasco, por 2 a 1, de virada, em São Januário, na estreia do Campeonato Brasileiro. Foi o terceiro revés consecutivo do Galo, que vinha da perda do título do Mineiro para o Cruzeiro e da derrota para o San Lorenzo, por 1 a 0, na estreia da Copa Sul-Americana. O péssimo primeiro tempo com o Ferroviário, em que o Atlético terminou perdendo por 2 a 0, aumentou a irritação dos atleticanos.

O início das cobranças começou na segunda-feira. A principal torcida organizada do Atlético, a Galoucura, divulgou uma nota informando sua insatisfação com o momento atual do time. A facção informou que iniciaria uma série de protestos e o primeiro dele foi a ausência no jogo com o Ferroviário, em Fortaleza. Ainda no comunicado, a organizada informou também que cobraria a dispensa de alguns jogadores.

Futebol