PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inauguração da Arena Pantanal tem 0 a 0 fraco de Santos B na Copa do Brasil

Do UOL, em Santos (SP)

02/04/2014 23h58

O Santos B sentiu falta do quinteto ofensivo (Cícero, Gabriel, Geuvânio, Leandro Damião e Thiago Ribeiro), dono do melhor ataque do Campeonato Paulista, e apenas empatou sem gols com o Mixto-MT nesta quarta-feira, na Arena Pantanal, na estreia do clube paulista na Copa do Brasil. Com isso, a equipe santista não conseguiu eliminar a partida de volta da primeira fase da competição.

O jogo marcou a inauguração do estádio mato-grossense, construído especialmente para a Copa do Mundo. Antes da partida, uma forte chuva que caiu sobre Cuiabá inundou o entorno da arena, que ainda tinha cimento fresco e obras de reparo, e dificultou o acesso dos torcedores.

Sem contar com seus artilheiros, poupados por Oswaldo de Oliveira, o Santos viu seus reservas pecarem nas finalizações. O time da Vila Belmiro teve o domínio do jogo, criou boas jogadas, mas quando não errava a pontaria, parava nas boas defesas do goleiro Igor.  

Diego Cardoso, que formou o trio de ataque com Stéfano Yuri e Rildo, foi o que mais desperdiçou gols. A revelação santista teve quatro boas oportunidades, mas finalizou mal em três e ainda viu o goleiro adversário defender um chute de longe. Por conta disso, Oswaldo colocou Giva em seu lugar aos 20 minutos do segundo tempo.

A partida também marcou o retorno de Léo aos gramados. O ex-lateral e agora meia não atuava há seis meses por causa de uma cirurgia no menisco do joelho direito. O veterano entrou no lugar de Alison aos 29 minutos do segundo tempo e foi aplaudido de pé pela torcida santista na Arena.  

Após o empate com o Mixto, Oswaldo de Oliveira e seus comandados voltam às atenções para a final do Campeonato Paulista. No próximo domingo, o Santos realiza o primeiro jogo da decisão, diante do Ituano, às 16h (de Brasília), no estádio do Pacaembu.

Já o duelo de volta da Copa do Brasil contra o Mixto ocorre apenas as finais do Paulista, no dia 16 de abril, na Vila Belmiro.

O Santos jogou melhor o primeiro tempo e viu o Mixto sair da defesa somente nos minutos finais. Apesar de atuar com os reservas, Oswaldo aproveitou a presença dos laterais titulares – Cicinho e Mena – e manteve o mesmo esquema tático utilizado pelo time principal.

A equipe santista entrou em campo no esquema 4-2-3-1, com Lucas Lima na armação das jogadas, Diego Cardoso e Rildo pelas pontas, e Stéfano Yuri, atuando com centroavante, função de Leandro Damião no time principal.

A diferença do time B para a equipe titular foi a dupla de volantes. O Santos B conta com dois volantes com características mais fortes de marcação – casos de Alison e Alan Santos. Já a dupla titular, formada por Arouca e Cícero, se destaca pela eficiência de ligar a defesa e o ataque. Cícero, inclusive, é o artilheiro do time na temporada, com oito gols.

O Santos parou no primeiro tempo no bom desempenho do goleiro Igor, do Mixto. Foram duas grandes defesas em chutes de fora da área de Diego Cardoso aos 21 minutos, e Lucas Lima, aos 28. O goleiro ainda contou com a sorte e má pontaria dos santistas.

Após tabelas com Lucas Lima, Diego Cardoso chutou para fora na frente de Igor, enquanto Alison finalizou de longe, mas a bola acertou o travessão do goleiro.

No segundo tempo, Diego Cardoso manteve a sina da etapa inicial. Após receber passe de Rildo, chutou da marca do pênalti, mas em cima do zagueiro Zé Adriano. Oswaldo ainda tentou melhorar a pontaria do time com as entradas de Giva e Léo, mas não adiantou. A equipe santista apenas empatou sem gols.

FICHA TÉCNICAMIXTO-MT 0 X 0 SANTOS

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Data: 2 de abril de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino (GO)
Assistentes: Ciro Chaban Junqueira (DF) e Márcio Soares Maciel (GO)

Cartões amarelos: Jubal, Mena e Diego Cardoso (Santos); Ítalo e Ruy Cabeção (Mixto)

MIXTO: Igor; Denilson, Zé Adriano, Robinho e César Romero (Ítalo); Paulo Almeida, Kiko, Ferreira (Edilson) e Ruy Cabeção; Fogaça (Gabriel) e João Paulo
Técnico: Ary Marques

SANTOS: Aranha; Cicinho, Jubal, Nailson e Mena; Alison (Léo), Alan Santos e Lucas Lima (Serginho); Diego Cardoso (Giva), Stéfano Yuri e Rildo
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Futebol